MEDIDAS DE SEGURANÇA

Alemanha contra-ataca gripe aviária

BERLIM – As medidas de segurança contra a gripe aviária serão reforçadas novamente, depois da descoberta do vírus H5N1 em um gato, na costa leste do país (Mar Báltico). As zonas de segurança passaram de três para dez quilômetros em torno dos locais onde a doença foi detectada, e gatos e cachorros estão proibidos de circular livremente pela área demarcada.

O acesso a granjas foi restrito e a investigação de novos casos, intensificada. Apenas funcionários das granjas e veterinários podem entrar nos locais de confinamento de aves, segundo disse uma porta-voz do minstério da Agricultura alemão.O número de casos confirmados da gripe aviária na Alemanha subiu para 140, de acordo com o ministro da Agricultura, Horst Seehofer. Apenas na ilha de Rügen, no leste do país, o vírus já foi detectado 115 vezes. No litoral do Estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental foram confirmados 11 casos. Os Estados de Schleswig-Holstein, Baden-Württemberg, Brandemburgo e Bavária registraram, no total, 14 casos da doença.

Seehofer disse ser favorável a uma reunião extraoridinária com os ministros da Agricultura e da Saúde de cada um dos Estados afetados. A ministra da Saúde, Ulla Schmitt, também deve participar da reunião. Dessa forma, a Federação e os Estados poderiam se precaver melhor contra os perigos da pandemia. A Associação dos Granjeiros exige auxílio financeiro para recompensar as perdas decorrentes do confinamento obrigatório de aves. As granjas cujos principais rendimentos vêm de aves criadas livremente encontram-se em dificuldades financeiras, afirmou o presidente da associação, Gerd Sonnleitner, após encontro com Seehofer, em que também cobrou estratégias que possibilitem a criação livre de aves, a longo prazo.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings