Atualidades

Cerca de 75% dos usuários de computador podem ter fadiga visual

Ao menos 75% dos usuários freqüentes de computador podem desenvolver fadiga visual ou CVC (Computer Vision Syndrome) –em português, Síndrome de Visão do Usuário de Computador. Esse é o principal resultado de uma pesquisa com 1.237 pessoas realizada pelo Instituto Penido Burnier, em Campinas (95 km a noroeste de São Paulo).
     
Coordenada pelo oftalmologista do instituto e diretor do Banco de Olhos de Campinas, Leôncio Queiroz Neto, a pesquisa aponta uma relação direta entre o mau uso do computador e o aparecimento de sintomas da CVC, como dores de cabeça, olhos irritados e até miopia entre crianças.
    
Dos 1.237 usuários de computador pesquisados, 916 são adultos e 321, crianças.
    
Segundo o oftalmologista, dos adultos pesquisados, 71% apresentaram sintomas de fadiga visual; 51% das crianças tiveram algum tipo de miopia, possivelmente motivada pelo uso inadequado do micro durante horas.
    
Das 51% das crianças que apresentaram fadiga visual, 21% tinham miopia definitiva e os demais 30%, miopia transitória.
    
“”Quando usamos o micro movimentamos pouco o globo ocular e piscamos, em média, cinco vezes menos que o normal. Isso prejudica a troca do filme lacrimal, uma película responsável pela umidade na superfície do globo ocular. Os ambientes refrigerados também agravam o ressecamento””, disse Queiroz Neto.
    
O ser humano pisca, em média, 20 vezes por minuto e diante do computador essa freqüência cai para 15 vezes, segundo ele.
    
O oftalmologista recomenda relaxamento da visão com pausas de pelo menos dez minutos a cada hora de uso do computador.
    
“”O grande vilão dessa história toda é o número de horas que a pessoa fica em frente à tela. Os usuários de computador por mais de duas horas por dia correm mais risco de desenvolver fadiga. A CVC tem cura com tratamento e o seu desenvolvimento ou não depende de cada organismo””, disse.
    
O monitor de vídeo gera cerca de 16,7 milhões de cores, o que sobrecarrega a musculatura responsável por regular a entrada de luz até a retina. “”Não é o computador que causa a fadiga, e sim o mau uso dele.”
    
Entre as dicas citadas na pesquisa para reduzir a incidência da CVC está a de posicionar o monitor de vídeo entre 50 centímetros e 60 centímetros dos olhos.
    
Além da distância do monitor, ambientes excessivamente claros que geram reflexos e o monitor em uma posição muito alta exigem mais da visão do usuário.
    
Os tratamentos variam conforme o caso e os sintomas. Os problemas mais comuns são a miopia transitória em crianças e a presbiopia, ou vista cansada, nos adultos, principalmente acima dos 40 anos.
Um levantamento da FGV (Fundação Getúlio Vargas) aponta que o Brasil tem cerca de 24 milhões de usuários de computador.
    
Da Assessoria de Imprensa do Cremepe.
Com Informações do Equilíbrio on Line.
    
JORNALISTA:
MAURÍCIO SIMIONATO

Posts Relacionados
Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings