CIDADES | Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

Combate ao Aedes vai render prêmios

Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

TRÍPLICE EPIDEMIA União vai selecionar iniciativas contra o mosquito, entre pessoas físicas e jurídicas. As 3 melhores terão viagem a Brasília com passagem e diárias pagas

Estudantes, professores, trabalhadores, gestores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), além de pessoas ligadas a instituições e sociedade civil que desenvolvem experiências relacionadas ao combate ao Aedes aegypti, podem se inscrever na plataforma colaborativa Comunidade de Práticas (CdP) para divulgar as iniciativas que desenvolvem para que possam ser replicadas em todo o País. A chamada é do Ministério da Saúde (MS), que deseja conhecer as diversas ações que envolvem a população, profissionais e gestores de saúde no trabalho de enfrentamento ao mosquito.

Serão selecionados oito relatos, que terão divulgação em mídias da plataforma CdP e de parceiros. As três melhores iniciativas terão a oportunidade de mostrar sua experiência pessoalmente, com visita técnica ao MS, em Brasília, com custeio de passagens aéreas e diárias. As inscrições dos relatos devem ser feitas até o dia 3 de abril no portal da CdP (goo.gl/CsKdB0).

“O governo federal e seus diversos parceiros têm apresentado esforços para envolver toda a população brasileira no combate ao Aedes aegypti. Queremos valorizar as iniciativas de profissionais de saúde, servidores públicos e sociedade civil desenvolvidas em todo o território nacional”, explica o diretor de Gestão da Educação na Saúde do MS, Alexandre Medeiros.

A premiação não está aberta só a quem desenvolve trabalhos de combate ao mosquito, mas também às pessoas e instituições que colocam em prática experiências relacionadas ao manejo das doenças causadas pelo vetor, como a dengue e a chicungunha, além da zika, relacionado ao aumento de casos de microcefalia.

Através da premiação, o MS espera dar visibilidade às iniciativas, com a troca de experiências baseada no uso dos protocolos e outros documentos de apoio, sejam de dificuldades ou de soluções, e o fortalecimento da educação permanente em saúde. São três categorias que seguem os eixos de trabalho do Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes aegypti e à Microcefalia: Mobilização e Combate ao Vetor, Cuidado (vigilância e atenção à saúde) e Desenvolvimento Tecnológico, Educação e Pesquisa.

A plataforma colaborativa Comunidade de Práticas é uma rede social para troca de experiências e informações sobre saúde. A rede busca fortalecer e qualificar as ações e serviços de saúde, com o compartilhamento de conhecimento em um ambiente virtual aberto. O participante pode interagir por meio de comunidades temáticas, além de ter acesso aos cursos gratuitos online como estratégia de educação.

Tags :
Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings