LOCAL | Fonte: Diario de Pernambuco

Pacientes ganharam uma festa de São João no Imip

Fonte: Diario de Pernambuco

O São João só será comemorado daqui a nove dias, mas ontem os pacientes do Instituto Materno Infantil de Pernambuco (Imip) tiveram uma manhã animada ao som de muito forró. Sete palhaços integrantes da ONG Doutores da Alegria levaram a brincadeira junina para os leitos do hospital, alegrando não somente as crianças internadas, mas também seus acompanhantes. Até o próximo dia 22, os palhaços visitam outros quatro hospitais no Recife.

Duante a visita no Imip, o grupo fez brincadeiras como casamento matuto, dançou e cantou músicas que marcam as celebrações do São João. Na sala de espera da nefrologia, a apresentação envolveu pacientes das cidades de Petrolina, no Sertão, e Juazeiro, na Bahia, ao som da composição Eu gosto de Juazeiro e adoro Petrolina, de Aldemário Coelho. Duas funcionárias do instituto foram escolhidas para representar as duas cidades.

A cantora e compositora Marinês, falecida em 2007, aos 71 anos, também foi homenageada pelo grupo, com músicas interpretadas por Luciana Pontual. Vestidos de São João e São Pedro, dois palhaços buscaram um par para dançar uma quadrilha. A pequena Maria Alcoforado, de quatro anos, paciente da ala de oncologia, foi escolhida como a Rainha do Milho.

Amanhã, os palhaços dos Doutores da Alegria estarão no Hospital Oswaldo Cruz/Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco Professor Luiz Tavares (Procape), em Santo Amaro. Na sexta, no Hospital Maria Lucinda, no bairro de Jaqueira. Na próxima semana, nos hospitais da Restauração, no Derby, e no Barão de Lucena, na Avenida Caxangá. A expectativa é de que os palhaços façam a animação para dois mil pacientes e acompanhantes neste período.

A ONG atua há 13 anos no Recife. Apenas no ano passado, foram realizadas mais de 63 mil visitas aos hospitais na capital. O objetivo do grupo é potencializar as relações por meio da arte. Por suas atividades, o ONG Doutores da Alegria já recebeu certificações e reconhecimento internacional. Apesar de promoverem as visitas aos hospitais públicos sem fins lucrativos, a organização precisa de doações para se manter atuando. “As doações podem ser feitas através do nosso site (www.doutoresdaalegria.org.br). O dinheiro serve para manter a equipe, ensaios e apresentações”, explicou Arilson Lopes, integrante da ONG.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings