CONVÊNIO | Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

Fórum reúne médicos e advogados para discutir saúde na contemporaneidade

Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

forum-dirComeçou na prática a parceria da Escola Superior de Ética Médica (Esem) do Cremepe com a Escola de Advocacia da OAB-PE. A estreia ocorreu na noite desta quinta-feira, na sede do Cremepe, bairro do Espinheiro, com o I Fórum de Direito e Saúde na contemporaneidade um olhar ético-jurídico dos fenômenos sociais. O primeiro encontro após a assinatura do convênio entre as entidades tem o objetivo de iniciar as discussões relacionadas ao direito e a saúde e abordou os seguintes temas: prontuário médico – aspectos éticos e jurídicos, além da judicialização da saúde.

Para o presidente da comissão de direito e saúde da OAB esse convênio garante um diálogo permanente entre as escolas. “Esse fórum é o marco, o primeiro evento realizado entre a OAB/PE e o Cremepe através de suas escolas e visa dar início as discussões que refletem o direito e a saúde como os fenômenos sociais que precisam ser estudados com mais cuidado, mais cautela, seja entre os operadores do direito ou aqueles que lidam no dia a dia com a parte médica”, explicou Vinicius.

Na mesa de abertura os presidentes do Conselho e da Escola de Ética, André Dubeux e Helena Carneiro Leão, também destacaram a importância do convênio e os benefícios para os médicos e advogados, uma vez que chega muita demanda à entidade com as dúvidas dos profissionais. O presidente do Cremepe também destacou a importância das parcerias com o seguimento jurídico, com a OAB, bem como o Ministério Público de Pernambuco, no evento, representado pelos promotores do Caops saúde e do Caops direito do Consumidor. Já a presidente da ESEM mostrou que as profissões andam juntas. “Os fenômenos tecnológicos, sociais, as mudanças no perfil da própria medicina no nosso país nos aproxima cada vez mais, então não há como separar medicina e direito. Eu acho que são as duas profissões que mais  unem do ponto de vista social, nós temos nosso conhecimento técnico e científico mas um compromisso social que transcende’, finalizou.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings