HOMENAGEM | Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

Memórias da Medicina de Pernambuco

Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

Uma noite memorável que entrou para história do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco. 12 médicos foram escolhidos para contar suas vidas para o livro “Memórias da Medicina de Pernambuco”. As entrevistas procuraram extrair dos médicos aspectos pessoais, experiências de vida, lembranças dos tempos de estudante e o caminho da profissionalização. Grandes pessoas que se tornaram referências na medicina de Pernambuco com dedicação incondicional aos seus pacientes. Essas histórias foram contadas através de um livro que foi lançado em noite festiva, nesta sexta (29), na sede do Cremepe, no Espinheiro.

Para o presidente da autarquia, muito mais que contar a história e mostrar a vida dos entrevistados, mas buscamos garantir a esperança dos futuros médicos. Para ele “a medicina pode ser romântica, sim!”. O livro conta a história da médica sanitarista, Ana Azoubel, do grande cirurgião, Antônio Lopes, do representante de Pernambuco no CFM, Carlos Vital, das referências da anestesia Ernani Melo e Otávio Damázio, do médico exemplo dos filhos, Luciano Lima, do cardiologista dedicado as causas médicas e humanas, Mário Lins, da referência da especialidade, Ney Cavalcanti, do professor de gerações, Hildo Azevedo, do pediatra de famílias inteiras, Paulo Mendonça, do grande vencedor e um dos nomes da ortopedia do Estado, Romeu Krause, e do estudioso da urologia, Salvador Vilar.

Cada agraciado recebeu o exemplar do livro e uma placa comemorativa que foi entregue por conselheiros do Cremepe. Na oportunidade os homenageados diziam algumas palavras sobre o momento. Foi unanime a emoção de fazerem parte da obra. O médico Salvador Vilar foi o último a receber a placa e concluiu a noite explicando que os 12 entrevistados, com a maior modesta, “são 12 apóstolos da medicina”.

Também estiveram presentes no lançamento do livro os secretários de saúde de Pernambuco, Iran Costa, e do Recife, Jaílson Correia, e os presidentes do Sindicato dos Médicos, Tadeu Calheiros, e da Associação Médica, Helena Carneiro Leão. A edição final do livro foi de Ítalo Rocha e a organização das jornalistas Mayra Rossiter e Joelli Azevedo – assessoras de comunicação do Cremepe.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.