AÇÕES SOCIAIS | Fonte: Fonte: CRM-PB

Seminário discute políticas públicas de enfrentamento ao desaparecimento de crianças

Fonte: Fonte: CRM-PB

Nos últimos dois anos, o Centro Integrado de Operações Especiais (CIOP) da Paraíba recebeu 529 ocorrências de pessoas desaparecidas no Estado. Somente no início deste ano, até o dia 15 de janeiro, já foram 14 registros deste tipo. Não há, no entanto, nem no Estado, nem no país dados precisos sobre o número de pessoas desaparecidas. Estimativas indicam que no Brasil sumam em torno de 50 mil crianças por ano, o que demonstra a gravidade do problema.
Preocupado com essa realidade, o Conselho Federal de Medicina (CFM), em parceria com o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), vai realizar o VI Seminário de Crianças Desaparecidas, no próximo dia 1º de fevereiro, no auditório do CRM-PB, em João Pessoa. O evento conta com a parceria de importantes entidades no Estado, como Ministério Público da Paraíba, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB), Polícia Civil, Pastoral da Criança, Prefeitura de João Pessoa, Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico e Desaparecimento de Pessoas da Paraíba, Unimed João Pessoa, Hapvida, Conselho Regional de Enfermagem (Coren), Hospital Nossa Senhora das Neves, Hospital Arlinda Marques, Cidade Viva e Federação Internacional das Associações dos Estudantes de medicina do Brasil (IFMSA Brazil).
“É preciso ampliar essas discussões sobre um drama que se multiplica no país. Nós, do CRM-PB, também estamos preocupados com os problemas que atingem nossa comunidade. Com a parceria e o envolvimento de diversas entidades, podemos juntar forças e encontrar soluções”, destacou o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais. Ele ainda destacou que o médico, principalmente o pediatra, pode identificar durante uma consulta, por exemplo, sinais de crianças que estão fora do seu núcleo familiar. “É um assunto que interessa a todos nós e, portanto, todos precisam estar atentos”, completou.
João Pessoa é a sexta cidade do país em que o Seminário será realizado pelo CFM. O evento contará com palestras, debates e exposições de representantes do CFM, do Ministério Público da Paraíba e de São Paulo, da Polícia Civil, além de representantes da sociedade que enfrentam o problema. O Seminário será das 9h às 12h30 e as inscrições são gratuitas, devendo ser feitas antecipadamente pelo site www.eventos.cfm.org.br
Fonte: CRM-PB
Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.