CIDADES | Fonte: AQUI - PE

Há 100 anos nascia o fundador do Imip

Fonte: AQUI - PE

Um hospital-escola referência no país, muitos admiradores e milhares de pacientes gratos. A memória e o legado do professor e médico Fernando Figueira, que completaria 100 anos, ontem, são longos. Para reverenciar essa história, o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) iniciou uma série de eventos comemorativos que deve durar todo o ano. O primeiro deles foi uma missa celebrada pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, dom Limacêdo Antônio da Silva. Amanhã, às 10h, haverá o lançamento do Selo Especial Fernando Figueira, em parceria com os Correios, em solenidade na Sala de Defesa de Tese do Instituto. Fernando Figueira se formou pela Faculdade de Medicina do Recife, em 1940, e iniciou sua vida profissional como clínico geral em Quebrângulo, interior de Alagoas, onde permaneceu até o ano de 1948. Passou por São Paulo, onde foi professor assistente da Universidade de São Paulo (USP), antes de ser professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Foi em solo pernambucano onde fez morada e deixou feitos para a medicina brasileira. Foi pioneiro na elaboração de um Plano de Saúde para Pernambuco. E fundou o Imip, em 1960. “O professor Fernando Figueira deixou um legado de atitudes em relação aos mais humildes, a missão de que não podemos deixar de atendê-los e de que eles merecem todo o nosso respeito e dedicação. Essa foi a filosofia de vida e trabalho dele, que a gente passa para todas as gerações que vieram depois. Co- mo hospital-escola. Além de en sinar as técnicas, ensinamos a parte humana”, afirmou a presidente do Imip, Silvia Rissin. De acordo com ela, Figueira entendia o paciente de acordo com o seu entorno, suas condições de vida e moradia, não apenas pela questão da doença. “Por isso, o Imip tem essa mística de que resolve os males da população”, complementou.

SELO COMEMORATIVO Hoje, às 9h, o centenário de Figueira será lembrado em reunião da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). Na quarta-feira, acontece o lançamento do selo comemorativo. Ainda neste mês, acontece uma celebração na Academia Pernambucana de Letras (APL), no próximo dia 11. Também integram as comemorações o Congresso da Sociedade de Pediatria de Pernambuco, que homenageará o professor na edição deste ano, que acontece entre os dias 27 e 30 de março; homenagens do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) e do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), também previstas para acontecer em março; homenagens da Academia Pernambucana de Medicina e do Congresso Nacional. Em outubro, está previsto o lançamento do livro Fernando Figueira, o educador.

Dentre os feitos de Fernando Figueira, destacam-se a criação da primeira Regional de Saúde, a criação do primeiro Código Sanitário de Pernambuco, a criação da Fundação de Saúde Amaury de Medeiros (CISAM), a reestruturação do Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco (LAFEPE) e a criação do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (HEMOPE).

O fundador do Imip foi ainda presidente da Sociedade de Medicina de Pernambuco e, em 1970, fundou com outros colegas a Academia Pernambucana de Medicina. Ele faleceu no dia 1 de abril de 2003, aos 84 anos.

Tags :
Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings