CIDADES | Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

Bônus para ajudar feras de medicina

A pedido do reitor Anísio Brasileiro, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), será criado um grupo de trabalho para avaliar a possibilidade de concessão de bônus, na nota do Enem, para candidatos do Estado que forem concorrer ao curso de medicina no Recife. Atualmente, o argumento regional – como é chamado o benefício – é válido apenas para feras do Agreste pernambucano que disputam vagas de medicina no câmpus de Caruaru. Esses jovens ganham, no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), acréscimo de 10% na média final do Enem.

Levantamento da Pró-reitoria Acadêmica mostra que 80% das 80 vagas de Caruaru foram ocupadas este ano por vestibulandos pernambucanos, o que representa 64 vagas. Os outros 20% (ou 16 vagas) ficaram com alunos de outros Estados – cinco do Ceará, três de Alagoas, dois de Minas Gerais e Paraíba (de cada), e um de cada uma das seguintes unidades da federação: Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Sergipe. Vale destacar que dos alunos de fora, apenas o de Minas Gerais passou na ampla concorrência. Os demais passaram como cotistas.

“A partir do resultado desse grupo poderemos ou não ofertar o bônus no Recife”, diz o pró-reitor acadêmico, Paulo Goes. A implantação do argumento regional necessita de aprovação do Conselho Universitário da UFPE.

ASSISTÊNCIA

A presença de mais alunos de fora do Estado exige mais assistência estudantil. O problema é que as verbas federais, dentro do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), não têm sido suficientes para atender as necessidades dos novos universitários.

“O crescimento da demanda ultrapassa os 50% de vagas relativas às cotas. A UFPE não consegue ajudar todos que precisam. Creio que isso acontece na maioria das instituições federais”, diz a pró-reitora de Assuntos Estudantis, Ana Cabral. “Os recursos são insuficientes. A expectativa dos estudantes é de que a universidade atenda suas carências, suprindo a falta do Estado brasileiro.”

Na página da Pró-reitoria de Assuntos Estudantis os alunos, calouros e veteranos, têm acesso a dois editais, de moradia e de assistência estudantil, para este ano. As inscrições vão de 1 a 15 de março.

“Recebo bolsa de R$ 300 e faço duas refeições no Restaurante Universitário. Se não fosse esse auxílio, não teria condições de me manter no Recife”, explica Gustavo Januzzi, aluno de oceanografia.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings