CasaSaudável | Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

Mamães recém-nascidas

Pode soar como clichê, mas há uma frase que faz todo o sentido no mundo da maternagem: “Quando nasce um bebê, nasce uma mãe”. Um bebê e uma mãe sem iguais no mundo. Sabe por quê? Porque cada dupla (mãe-bebê) é única. Cada dupla tem uma realidade, experiência, vivência, desarranjos e dificuldades. Ao olharmos para uma mulher que acaba de dar um bebê à luz, conhecemos uma mãe recém-nascida, que carrega expectativas diante da nova tarefa de cuidar, além de um leque imenso de sensações e sentimentos jamais experimentados. Assim como os seus bebês, elas exalam sensibilidade, mas também demonstram uma força e uma capacidade de resiliência sem igual.

Lembrar essas mulheres, neste Dia das Mães, é importante porque não há muitas orientações para cuidados com elas. Que o diga a fonoaudióloga Thaís Vilarinho, que acaba de lançar o livro Mãe recém-nascida (Buzz Editora, 240 páginas) e conquista meio milhão de seguidores no Instagram (@maeforadacaixa) com reflexões maternas. “É sempre sobre o bebê. Livros e mais livros sobre o bebê. Tem também diários e mais diários. Do bebê. Mas e a mãe que acabou de nascer? Aqui está. Algo para você. Algo que é meio livro, meio diário, meio conversa entre amigas. É meio conforto, meio direção para você se conectar com seu instinto e se reconectar com sua identidade. É meio choque de realidade, meio cafuné. É meio incentivo, meio desabafo. Um chacoalhão, um abraço apertado. Sinceridade. Norte. Amor”, escreve Thaís Vilarinho, ao resumir a obra que acaba de chegar às livrarias.

Já a fotógrafa Andréa Leal, que se especializou em captar imagens dos primeiros dias de vida dos bebês, conta que se capacitou para entender os dois recém-nascidos: a mulher e o seu filho. “Fazê-la sentir que o bebê está em segurança é importante. Mas, para saber como atuar da melhor maneira possível com a mulher que está passando a fase do puerpério, com todas as questões emocionais e hormonais envolvidas, procuro sempre participar de capacitações. É também uma questão de empatia e sororidade”, relata Andréa Leal. Ela acrescenta que é essencial estar ao lado da mãe recém-nascida da melhor maneira possível, numa fase de descobertas cercada por inseguranças e que precisa de apoio de todos que a cercam.

A arquiteta Larissa Krenmayr, 30 anos, é uma das milhares de mães recém-nascidas que fizeram contagem regressiva para a chegada deste domingo comemorativo. “É o meu primeiro filho. Nasceu no último dia 22. Só tenho a dizer que ser mãe é uma experiência incrível. É a melhor sensação do mundo”, conta a mãe do pequeno Benjamin, com a certeza de que agora tem em seus braços um amor sem tamanho.

Um feliz dia!

A maternidade é acompanhada por mudanças físicas, emocionais e sociais. Desfrutamos de um amor capaz de nos transformar e nos virar literalmente pelo avesso. Ah, e como isso é bom… Para todas as mamães, desejo que continuemos a maternar da forma mais linda possível porque, a cada dia, a nossa missão do cuidar nos leva a viajar por um caminho de felicidade, autoconhecimento e encantamento.

Gestação

A clínica-escola de Fisioterapia da Universidade Católica de Pernambuco, em Santo Amaro, área central do Recife, inicia amanhã um curso gratuito para gestantes, com o objetivo de discutir assuntos sobre essa fase da vida da mulher, favorecer a troca de experiências, a vivência de momentos de relaxamento e a preparação para a maternidade. Serão seis encontros, às segundas e quartas, das 14h às 16h, planejados também para auxiliar o desenvolvimento da gravidez. Inscrições pelo WhatsApp: 99282-0165.

Transplante de barba: Fernando Basto tira dúvidas

Homens de todas as faixas etárias têm procurado o transplante (ou implante) de barba, indicado para quem tem falta, completa ou parcial, de pelos faciais. Convidado do programa Casa Saudável da última terça-feira (7), o cirurgião plástico Fernando Basto, referência em cirurgia do transplante capilar e no tratamento clinico da queda de cabelo masculina, destacou como o procedimento possibilita várias opções de visual. “Após o implante, ele pode usar a barba por fazer ou cheia, como também usar costeleta e tipos de cavanhaque. A cirurgia, feita com agulhas, não deixa marcas no rosto”, esclareceu o médico. Ele assegurou que o resultado é bastante natural e que o transplante de barba não é muito diferente do implante para tratar a calvície. O cabelo usado para preencher a barba é retirado da nuca ou das laterais da cabeça. O pós-operatório é mínimo. São necessários de dois a três dias, após a cirurgia, para o retorno às atividades profissionais. Veja como foi o programa: www.casasaudavel.com.br.

Adoção

Já pensou em adotar um idoso? Para respostas a essa pergunta, o Centro Universitário UniFBV|Wyden realiza amanhã, às 9h, palestra sobre a adoção de pessoas a partir dos 60 anos. O evento no auditório da instituição é aberto ao público e terá a presença do coordenador do Núcleo de Práticas Jurídicas do UniFBV, Carlos Kley, a promotora de Defesa do Idoso, Luciana Dantas, a psicóloga Rubenita Paula Silva e o delegado Germano Cunho. Para participar, é preciso doar 1 kg de alimento não perecível. O UniFBV fica na Rua Jean Emile Favre, 422, Imbiribeira, Zona Sul do Recife. Informações: 3003-4430.

Para o cérebro

Assim como o corpo, o cérebro precisa se exercitar. Com atividades que estimulam os neurônios, é possível melhorar e manter memória, concentração e raciocínio. O Supera, método que dá nome à empresa dedicada ao desenvolvimento das capacidades do cérebro, usa o ábaco para o idoso manter a mente longe da zona de conforto. Pode-se promover desempenho cognitivo, coordenação motora e raciocínio. “Exercitar o cérebro é o grande segredo para a longevidade”, diz a diretora acadêmica nacional do Método Supera, Solange Jacob. No Recife, são três unidades. É possível participar de aula gratuita. Informações: metodosupera.com.br.

“O fotógrafo de recém-nascido entende e respeita o bebê e o seu tempo. A experiência garante ainda que o ensaio não demore mais que o necessário e não afete a rotina do bebê, que tem a horinha de mamar, dormir e ser trocado”, destaca a fotógrafa Andréa Leal, embaixadora da Associação Brasileira de Fotógrafos de Recém-Nascidos

“O implante de pelos no rosto é indicado para os homens com barba ‘falha’ ou praticamente ausente. São aqueles sem opção de mudança no visual e estão insatisfeitos. O transplante tem sido procurado especialmente pelo jovem que quer um visual tipo lenhador”, diz Fernando Basto.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings