LOCAL | Fonte: Diario de Pernambuco

Proteção contra Doença de Chagas

Um documento foi elaborado para orientar e unificar a conduta dos profissionais de saúde que estão lidando diretamente com o surto de Doença de Chagas Aguda em Pernambuco. Lançada no último sábado, durante a Jornada Pernambucana de Infectologia, a “pauta de atendimento” traz informações sobre o agente causador da doença, o vetor responsável pela transmissão, surtos anteriores no Brasil e questões mais técnicas, como a forma de realizar o diagnóstico e também o tratamento. Atualmente, dois dos 15 pacientes do surto atendido pelo Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) continuam sob observação no hospital.

Elaborado por médicos do Huoc, da Casa de Chagas e validado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), o documento pretende orientar os profissionais para o primeiro surto de chagas agudo que acontece no estado e que vem sendo considerado o maior já registrado no Brasil. “Queremos unificar a conduta, já que é a primeira vez que temos um surto de Chagas aguda por transmissão oral no estado. Queremos informar os profissionais sobre como proceder no atendimento a um paciente suspeito, qual a medicação deve ser utilizada, o que fazer em caso de efeitos colaterais”, afirmou o chefe da triagem das doenças infecciosas do Huoc, Filipe Prohaska.

Segundo ele, entretanto, o documento não é um protocolo. “Ele foi montado para a situação atual do nosso estado, que são os casos ocorridos no evento religioso em Ibimirim. Cada surto funciona de uma forma diferente, o que interfere no manejo da conduta”, acrescentou Prohaska.

Tags :
Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings