BRASIL | Fonte: Jornal do Commercio

Ministério atrasa entrega de três tipos de vacina

Fonte: Jornal do Commercio

O Ministério da Saúde deixou de enviar ou atrasou a distribuição de três tipos de vacina para ao menos 18 estados e o Distrito Federal nos últimos meses. Nesses locais, secretarias de saúde estão lidando com a chegada irregular de doses de BCG, que evita tuberculose em bebês; de pentavalente, que protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite; e de antirrábica, destinada a cães e gatos.

Segundo levantamento feito pelo Globo, o problema existe, na maior parte dos Estados, desde abril. Há casos de distribuição irregular que duram mais de um ano. Apesar disso, ainda não houve registro de falta de vacina nesses estados. O governo federal promete regularizar o envio da pentavalente na semana que vem, mas não deu prazo para a BCG e a antirrábica.

Em Pernambuco, os envios de pentavalente e BCG estão irregulares, e a secretaria se organiza para usar o que ainda tem em estoque.

Uma das dificuldades relatadas pelos Estados sobre a administração dos estoques de BCG é em relação ao prazo de validade da vacina. Segundo especialistas, uma ampola aberta com dez doses precisa ser aplicada em até seis horas. As doses que não forem aplicadas no período devem ser inutilizadas.

O Ministério da Saúde confirmou que a quantidade de BCG e pentavalente enviada aos estados está reduzida.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings