CIDADES | Fonte: Jornal do Commercio

Pronto para atender parto humanizado

Fonte: Jornal do Commercio

Em julho do ano passado, o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) inaugurava um espaço tão especial quanto seu propósito. Aconchegante, silencioso e repleto de amor. Assim é o Centro de Parto Normal (CPN), que já recebeu 410 bebês em partos naturais e humanizados. Hoje, para comemorar o primeiro ano em atividade, as mães poderão, enquanto se preparam para dar à luz, participar de atividades lúdicas com direito a música, aromaterapia, arte gestacional e até fotos profissionais.

O nascimento de Ana Luz Felix ontem foi tranquilo e rápido.

A mãe da bebê, Giullia Felix, 24 anos, não fez o pré-natal no Imip, mas decidiu que teria a filha lá após conhecer as acomodações.

Giullia confirma que o tratamento recebido fez com que o momento fosse mais especial ainda. “Essa é uma hora difícil, bate o desespero, mas eu recebi muita atenção e me senti mais segura. Dói muito, mas o parto normal vale a pena. É minha primeira filha e as enfermeiras me guiaram em tudo, até em qual posição escolher. Foi muito especial e estou muito agradecida por tudo”, conta.

Em poucas horas mãe e filha poderão ir para casa. Enquanto a alta não chega, as duas permanecem em um dos quartos do centro.

São cinco quartos/leitos – todos suíte – preparados para partos humanizados. Em uma deles há banheira para as mães que optarem pelo parto na água. A estrutura segue normas e políticas de assistência do Programa Rede Cegonha, do Ministério da Saúde. “A gente está falando de um aparelho do Sistema Único de Saúde (SUS) que oferece serviço de qualidade, onde a gestante tem privacidade para viver o parto de maneira mais natural e fisiológica”, explica a enfermeira obstetra Fernanda Soveral, que atua há quatro anos com gestantes.

Os partos são feitos por enfermeiros obstetras que dão total assistência tanto à mãe e ao bebê antes e após o nascimento.

Uma equipe médica fica de plantão, caso haja complicações.

“Como são permitidas no CPN apenas gestações de baixo risco, a equipe de enfermagem está capacitada. Desde a chegada da gestante, quando é feita a triagem, o acompanhamento é realizado por enfermeiros. Caso haja alguma complicação, temos médicos capacitados para atuar”, explica a gerente do CPN, Viviane Araújo.

A capacidade mensal do centro é de até 75 partos. No entanto, o número, em média, é metade desse total. Segundo Viviane Araújo, falta informação sobre o local e ainda existe estigmas acerca do parto natural.

“O atendimento no SUS prioriza o parto normal, mas como o Imip é caracterizado como de alto risco, poucas pessoas sabem que também atendemos gestações de baixo risco. Entrando em trabalho de parto, ela pode vir ao Imip. Caso esteja tudo certo com a saúde dela, fazemos o parto humanizado. É importante que elas saibam que temos esse serviço e nos procurem. Há capacidade e profissionais excelentes”, frisa.

Para que seus bebês nasçam no Centro de Parto Normal, é preciso que a gestante tenha feito pré-natal em qualquer unidade de saúde e não apresente doenças como diabetes ou pressão alta. O internamento acontece já quando a mulher está em trabalho de parto, porque não é feito nenhum tipo de indução.

Para celebrar hoje um ano em funcionamento, as atividades começam às 10h e vão até as 16h. Grávidas que estiverem na instituição realizando exames de pré-natal também poderão conhecer as instalações do CPN.

“É preciso lembrar que não é necessário ter feito o pré-natal no Imip. Basta que a gestante tenha recebido algum acompanhamento, na rede pública ou privada”, avisa a gerente do centro, Viviane Araújo

“A estrutura e a equipe ajudam para que o parto aconteça sem intercorrências e da forma mais humana possível, inclusive com apoio da família, que pode estar presente”, diz a enfermeira obstetra Fernanda Soveral

410 bebês vieram ao mundo, nos últimos 365 dias, em partos naturais e humanizados, realizados no Imip

75 é o número mensal de procedimentos que podem ser feitos no Centro de Parto Normal (CPN)

Tags :
Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings