VIDA URBANA | Fonte: DIARIO DE PERNAMBUCO

Criança picada por escorpião no HR

Um menino de cinco anos foi picado por um escorpião num leito da ala pediátrica do Hospital da Restauração, no Derby. O caso aconteceu no domingo e foi denunciado ontem pela mãe dele. A criança sentiu dor no braço e informou que havia sido picada por uma formiga. Logo depois, a mulher encontrou o artrópode na cama. Apesar do susto, a Secretaria de Saúde informou que não foi necessário aplicar o soro antipeçonhento.

A direção do HR confirmou o ocorrido e, através de nota, lamentou o acidente. A Secretaria de Saúde informou que todas as medidas foram tomadas para prestar a assistência à criança. “Importante destacar que ela foi assistida pela equipe médica, que avaliou não haver necessidade de aplicação de soro antiescorpiônico. A criança está estável”, informou o órgão.

A respeito da limpeza e manutenção do Hospital, a direção informou que “está trabalhando normalmente e que todos os leitos da unidade são higienizados diariamente” e que a unidade de saúde realiza ações regulares de controle de pragas em suas instalações.

O Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco (Ceatox) registrou 4.707 ocorrências em 2018, uma ampliação de 3,7% em relação a 2017. Do total, 2.028 (43%) foram relacionadas a acidentes com animais peçonhentos e venenosos, a maioria envolvendo escorpiões (1.349) e serpentes (493). O soro contra picada de escorpião é indicado nos casos moderados e graves, que podem acontecer em crianças de até 12 anos, com risco de morte. Para os demais, a indicação é ir até uma unidade de saúde para tratar a dor local.

O Ceatox atua sete dias por semana, 24 horas por dia, para auxiliar os profissionais de saúde e a população em casos de intoxicações e acidentes com animais peçonhentos. Todo atendimento é feito via 0800.722.6001 por uma equipe multiprofissional, que orienta a conduta a ser adotada de acordo com cada situação.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings