CIDADES | Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

Reimplante durou cerca de 5 horas

Cinco horas foi o tempo que durou a complexa cirurgia microscópica que reimplantou pálpebras, sobrancelhas, testa e a maior parte do escalpo da auxiliar de educação Débora Stefanny, 19 anos, no Hospital da Restauração (HR). Apesar de 80% do tecido perdido no acidente terem sido recuperados, a jovem deve passar por outros procedimentos. Ontem mesmo, a formação de trombos em alguns vasos sanguíneos da cabeça levou Débora de volta à sala de operações. A paciente está sendo medicada com antibióticos para reverter a possibilidade de infecções. Por volta das 22h de ontem estava sedada, na sala de recuperação. Não há previsão de alta.

Segundo o cirurgião plástico Johnatan Vidal, em coletiva de imprensa na manhã de ontem, esses são riscos esperados. “Não é uma cirurgia simples, é uma cirurgia que ainda pode ter evolução negativa, e vamos acompanhar para ver se a gente consegue ter o melhor resultado. A gente avalia que foi feito o melhor que pôde”, afirmou o médico.

Se a recuperação for exitosa, o cabelo da jovem vai voltar a crescer no escalpo reimplantado. “Quando crescer ela vai poder pentear para trás e não vai ter dano estético significativo”, disse. “Infelizmente não conseguimos reaproveitar 100% porque durante o trauma esse couro cabeludo foi cortado”, explicou. De acordo com o noivo de Débora, o empresário Eduardo Tumajan, a parte do crânio que não foi coberta continua exposta.

Pela manhã, o cirurgião descartou perigo de morte. “O que a gente corre é o risco de perder o procedimento e ela ficar com um dano estético maior, que é passivo de reconstrução também, mas com o resultado não tão perfeito quanto o que a gente conseguiu agora”, detalhou. Existem outras soluções para o quadro mesmo em caso de necrose, como a aplicação de enxerto.

Na primeira operação, a equipe médica reconectou, com ajuda de microscópio, um vaso sanguíneo do couro cabeludo a outro de apenas 2 milímetros de diâmetro, a fim de recuperar a irrigação de sangue na região. A trombose foi detectada durante a troca de curativos no fim da manhã. Nova análise será feita hoje.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings