CIDADES | Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

Envelhecer com mais saúde

Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

Esqueça a cadeira de balanço e a rotina pacata. Envelhecer, nas últimas décadas, tornou-se sinônimo de reinvenção e busca por qualidade de vida. A mudança tem justificativa: da década de 1960 até os dias de hoje a expectativa de vida do brasileiro aumentou em mais de 25 anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As novas perspectivas que despontam no horizonte são tema do livro Maturidade: um tempo novo, organizado pela psicanalista e consultora de carreira Sílvia Gusmão, que será lançado hoje pela Cepe Editora.

“O Brasil é o país que tem envelhecido mais rapidamente no mundo, embora a gente não esteja preparado para isso. Faltam políticas públicas voltadas para o idoso, mas também falta um planejamento das próprias pessoas, que evitam pensar no assunto”, argumenta Sílvia Gusmão. O livro, que tem textos da psicanalista e de outros cinco especialistas de outras áreas, é um convite ao envelhecimento saudável, em diferentes aspectos: planejamento financeiro, exercícios físicos e alimentação.

A ideia surgiu a partir de palestras que o grupo deu durante o ano passado. “Antigamente, as pessoas, aos 60 anos, tinham carreira estabelecida e famílias consolidadas. Viviam apenas vendo o tempo passar. Hoje, quando chegam aos 50, 60 anos, elas ainda tem 10, 20 anos pela frente. Elas precisarão se reinventar. Algumas irão trabalhar por necessidade, outras porque não querem parar de trabalhar. Há ainda quem inicie uma nova graduação depois dos 50 anos”, destaca a autora.

Uma das principais mudanças nos hábitos de quem tem mais de 50 anos diz respeito à prática de exercícios físicos. “Antes, o idoso não sentia que o ambiente de academia era para ele. Até mesmo os médicos enxergavam como um ambiente voltado para o fitness, para o levantamento de peso. Essa mentalidade mudou muito. Hoje, 35% do público na nossa academia são idosos”, afirma o educador físico e um dos autores do livro, Jefter Campos.

Segundo ele, a prática de exercícios traz mais autonomia para quem tem mais idade. “Além de todos os benefícios de controle de doenças, o exercício ajuda na segurança física de quem o pratica. Um problema muito frequente em idoso é a queda. Isso ocorre, entre outros fatores, por perda de massa muscular. Quando isso é trabalhado, a segurança aumenta e a independência também.”

O assessor jurídico Alexandre Oyama, 52 anos, sabe bem como os exercícios transformam a rotina. “Costumava praticar exercícios, mas, pela correria da rotina, acabei abandonando. Há um ano, retomei. Vou a academia quatro vezes por semana e caminho aos domingos. Mudou tudo na minha vida desde então. Tenho muito mais disposição”, argumenta.

O lançamento do livro, que custa R$ 40, será hoje, às 19h, na Caixa Cultural, no Bairro do Recife. Além de Sílvia Gusmão e Jefter Campos, assinam a obra Gabriel Perrusi, Georgina Santos, Germana Uchoa e Nathalia Cavalcanti.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings