VIGILÂNCIA | Fonte: Anvisa

Anvisa destaca ações realizadas para controle da Infecção Relacionada à Assistência à Saúde...

Reportagem: Lucas de Melo Fonte: Anvisa

Anvisa destaca ações realizadas para controle da Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (IRAS)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, por meio da Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde – GVIMS, coordena o sistema nacional de controle de infecção relacionada à assistência à saúde – IRAS e tem trabalhado juntamente com as Coordenações Estaduais/Distrital e municipais de Controle de Infecção Hospitalar e outros colaboradores, com muito empenho para que esse sistema seja aprimorado a cada ano.

Entretanto, para termos sucesso neste grande desafio, é muito importante que os serviços de saúde do país realizem a vigilância e a notificação das IRAS, mensalmente e com qualidade, para que possamos conhecer o contexto do nosso país e agir de forma orientada e mais efetiva.

Atualmente, a GVIMS/GGTES/Anvisa recebe a notificação mensal de dados de infecção e resistência microbiana de mais de 2200 hospitais (com leitos de UTI e cirúrgicos) e mais de 600 serviços de diálise. Apesar do número de notificações ter aumentado nos últimos anos, sabe-se que num universo de cerca de 6800 hospitais que o Brasil possui, ainda há muitos que não foram sensibilizados ou não entenderam a importância dessa vigilância e notificação.

Qualificação das ações de vigilância – Ainda com o propósito de reduzir danos aos pacientes, a Anvisa também desempenha o papel de coordenar nacionalmente o processo de qualificação das ações de vigilância sanitária para a segurança do paciente. Como uma estratégia-chave para a qualidade dos serviços de saúde, as informações sobre segurança do paciente devem ser constantemente utilizadas para a tomada de decisões que visem atender as necessidades e expectativas do sistema de saúde e da população.

Entre as ações da GVIMS/GGTES/Anvisa, destaca-se o monitoramento mensal dos eventos adversos associados à assistência à saúde notificados pelos Núcleos de Segurança do Paciente (NSP), dos serviços de saúde do país e a Avaliação nacional das Práticas de Segurança do Paciente, que é realizada anualmente para os serviços de saúde com leitos de UTI adulto.

Para realizar a notificação das IRAS e dos outros eventos adversos associados à assistência à saúde os serviços devem se cadastrar junto à Anvisa. As Comissões de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) devem realizar o seu cadastramento no seguinte link: Recadastramento das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar – BRASIL – 2019.

Para saber mais detalhes a respeito do Recadastramento das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar 2019, Acesse aqui o site da Agência.

Já os Núcleos de Segurança do Paciente devem realizar o cadastro no endereço portal.anvisa.gov.br/notivisa/cadastro.

Para mais informações sobre o Relatório da Avaliação nacional das práticas de segurança do paciente de 2018 e a notícia da Avaliação de 2019, acesse aqui o Relatório da Auto-avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde 2018 e o formulário nacional de autoavaliacao nacional das praticas de segurança do paciente em serviços de saúde 2018.

Fonte: Anvisa

Tags :
Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings