CIDADES | Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

Dengue no País avança 6 vezes mais

Reportagem: Agência Estado Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

SÃO PAULO – A dengue voltou a avançar no País. De janeiro até 24 de agosto, foram registrados 1,4 milhão de casos, seis vezes mais que no mesmo período do ano passado (205.791).

Pelo menos 14 Estados estão em situação de epidemia. Em Minas Gerais, o índice é de 2,2 mil casos a cada 100 mil habitantes. Apenas Amazonas e Amapá apresentaram redução em relação a 2018.

Zika e chicungunha, também transmitidas pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado, seguiram a mesma tendência. De acordo com Ministério da Saúde, casos de chicungunha subiram no período 44%, passando de 76.742 e para 110.627. A infecção por zika passou no período de 6.669 para 9.813.

A explosão de casos foi acompanhada pela elevação de mortes. Somadas, as três doenças provocaram 650 óbitos (591 por dengue; 57 por chicungunha e dois por zika). É como se 2,7 pessoas morressem por dia em decorrência das infecções, todas evitáveis se o País tivesse boas condições de saneamento, abastecimento de água, coleta de lixo e sem reservatórios do mosquito nos domicílios.

A expansão de casos de dengue impressiona. Em Minas, foram 471.165 registros – 19 vezes mais que o identificado em 2018. Em São Paulo, foram 437.047 notificações, 37 vezes mais que no ano anterior. Já em Goiás, foram 108.079 registros, 47% a mais do que em 2018. No Distrito Federal, por sua vez, foram 35.531 infecções, com uma incidência de 1.194,4 casos a cada 100 mil habitantes.

No caso da zika, o aumento também foi em quase todos os Estados. Apenas Amazonas, Pará, Rio, Mato Grosso e Goiás tiveram redução de casos. A chicungunha avança sobretudo no Rio de Janeiro. Os casos passaram de 34.805 para 76.776. Já no Rio Grande do Norte, passaram de 1.809 para 8.899.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.