HOMENAGEM | Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

HOMENAGEM AO DR. ROBERTO PATU

Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

Roberto Trezena Patu, 9o filho de Silvino Patu Neto e Julia Trezena Neto, nasceu em Sertânia-PE. Como bom filho do Sertão nordestino, foi um lutador desde sempre.
Teve sua primeira provação quando precisou assumir o controle da fazenda de seu pai quando este tornou-se um inválido aos cerca dos 11 anos de idade. Na adolescência, foi concluir seus estudos em Brasília, sob a tutela de seu querido irmão Rubens e lá tornou-se líder estudantil na luta contra a ditadura.
Retornando à capital pernambucana, foi aprovado no Curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas onde foi exemplo de empenho concluindo o curso no final de 1974 tornando-se professor da disciplina de fisiologia já no ano de 1976. Desde este momento, dedicou sua vida ao tratamento de seus pacientes na cidade de Abreu e Lima e na formação de boa parte dos médicos pernambucanos.
Foi médico plantonista do Hospital Agamenon Magalhães por 30 anos.
Pai de três filhos do sue primeiro casamento com uma colega de turma, Cleide Lins Costa, acompanhou a formação da primogênita Renata no curso de Direito; do segundo filho, Rodrigo, no curso de Medicina e passou pela dolorosa perda do seu caçula, Ricardo Patu aos 19 anos, no natal do ano 2000.
Manteve-se forte e dedicado à Cardiologia, Clínica Geral e à Medicina do Trabalho.
Em 2012, voltou a ser pai já em seu 2o casamento com Adriana Arruda. Artur Patu, seu 4a filho, completou 07 anos no ultimo dia 20, e convive intensamente com seus sobrinhos João, Daniel, Diego e Bento.
Além da medicina tinha uma outras grandes paixões: a leitura e o British Country Club, o qual fez sua segunda casa e construiu inúmeras amizades.
Sempre cultivou o habito da leitura tanto técnica quanto histórica e politica.
Em 01/11/2015, iniciou um batalha que não podia vencer contra uma doença extremamente agressiva. Lutou ferozmente, como fez toda sua vida, e não se rendeu até o último suspiro em 24/09/2019.
Nos deixou o exemplo de disciplina, dedicação e coragem. Plantou em diversos integrantes da comunidade médica pernambucana os princípios de comprometimento, ética e compaixão pelos pacientes. Ficará a saudade, mas acima de tudo a história do médico, professor, pai, avô, marido, sertanejo que mostrou como vencer os mais diversos desafios sem jamais desistir!
Texto: Rodrigo Patu, filho de Dr. Roberto.

Com imenso pesar, o Cremepe lamenta o falecimento do médico Roberto Trezena Patu (CRM 4404) na noite de ontem. O velório será a partir das 13h no cemitério Morada da paz, em Paulista. O sepultamento será às 17h.

Tags :
2 comments
    • Esio Rafael 30 de setembro de 2019 - Reply

      Sou de Sertânia, conterrâneo, amigo de infância,
      admirador e paciente do Roberto Patu durante toda a sua trajetória. Um profissional competente que desde o cursinho para o vestibular de medicina, no Curso – ESUDA, que sua nota foi 10, durante o ano inteiro e por isso, foi homenageado pelos diretores do curso. Roberto, foi um homem coerente com o seu modo de pensar até o fim. Luz! Muita luz, pro Roberto Patu.

    • Givanildo 30 de outubro de 2019 - Reply

      Dr Patu, foi o médico de minha mãe por mais de 10 anos. Mulher pobre, residente em Aliança, portadora de uma deficiência cardíaca grave, encontrou no dr Patu, não apenas um profissional da saúde, mas um humanista, que tomou para si ,os cuidados para com ela e aos 76 anos, cuidou que ela fosse operada e viver por mais de dez anos, com qualidade de vida.
      Um amigo não tem preço, tem valor!
      Obrigado dr Patu, pelo homem valioso que o sr foi e será, pois o sr plantou no coração de seus alunos, pacientes e amigos, um valor que ninguém pode tirar: a solidariedade com o próximo.
      Grato por tudo,
      Padre Givanildo Luiz de Andrade

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings