INAUGURAÇÃO | Fonte: Secretaria municipal de saúde

Cremepe participa da abertura do serviço para pessoas com HIV e lançamento de edital para ações...

Fonte: Secretaria municipal de saúde

Cremepe participa da abertura do serviço para pessoas com HIV e lançamento de edital para ações de prevenção contra ISTs da PCR

Para marcar o Dia Mundial Contra a Aids, celebrado nesse domingo (1º), a Prefeitura do Recife inaugurou, nesta segunda-feira (2), um Serviço de Atenção Especializada (SAE) para as pessoas com HIV/Aids no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) da Policlínica Gouveia de Barros, na Boa Vista, que foi completamente requalificado. Dentro da programação do Dezembro Vermelho, que reforça a importância de discutir as conquistas e os desafios no enfrentamento ao HIV/Aids, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife também lançou um Edital de Chamamento Público, convocando Organizações da Sociedade Civil para participar da elaboração de ações de prevenção contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O presidente do Cremepe, Mario Fernando Lins, participou da abertura do serviço e lançamento do edital.

Durante o evento desta segunda, a Sesau ainda anunciou parceria com a Aids Healthcare Foundation (AHF) para fortalecer a resposta ao HIV/Aids, a partir do próximo ano, no Recife. A instituição apoiará ações que levam à melhoria da qualidade da atenção aos usuários, com enfoque constante no monitoramento das ações para facilitar o acesso da população da cidade ao diagnóstico, vinculação e retenção ao tratamento do HIV/Aids.

Disponível AQUI, a programação do Dezembro Vermelho, que inclui ações educativas, com testes rápidos em várias áreas da cidade, começou nesse domingo (1º), com uma blitz educativa em Boa Viagem, em parceria com a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU). Durante as abordagens aos motoristas, os profissionais da Sesau deram orientações sobre a importância da realização de teste rápido para detecção do HIV em todas as pessoas sexualmente ativas. Além disso, foram distribuídos preservativos, sachês de gel lubrificante e materiais informativos sobre ISTs.

Nesta segunda, o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, participou da abertura do segundo Serviço de Atenção Especializada (SAE) para pessoas com HIV/Aids do Recife e explicou que o local terá capacidade para atender até 600 pessoas por mês, oferecendo ações de prevenção e qualidade de vida às pessoas com HIV/Aids e seus parceiros.

“No Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) que já funcionava na Gouveia de Barros há 24 anos, disponibilizávamos orientações e teste rápido para HIV, sífilis e hepatites. Agora, com a inauguração do SAE, os pacientes também poderão fazer o tratamento e pegar medicamentos no mesmo lugar”, explicou o gestor, que lembrou que o outro serviço especializado do município funciona na Policlínica Lessa de Andrade, localizada na Madalena, com mais de dois mil pacientes cadastrados.

No SAE da Gouveia de Barros, atuará uma equipe multiprofissional composta por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social e psicólogo. No serviço, que recebeu um investimento de R$ 350 mil, serão disponibilizados aos pacientes assistência clínica e psicossocial, indicação de profilaxias primárias e secundárias para infecções oportunistas e sexualmente transmissíveis; indicação e manejo de terapia antirretroviral, além de Profilaxia Pós Exposição ao HIV (PEP) e Profilaxia Pré-exposição ao HIV (PrEP). O espaço conta com sala de coleta, quatro consultórios e farmácia.

O auxiliar de serviços gerais Otávio Pinheiro, 30 anos, foi um dos que aproveitou a abertura do novo serviço para fazer um check up. “Fui doar sangue e não pude porque deixei de ser dependente químico há apenas cinco meses. Recomendaram que eu viesse aqui fazer meus exames. Gostei porque aqui posso resolver tudo rápido, num só lugar”, disse Otávio.

EDITAL – O edital de chamamento público convocando Organizações da Sociedade Civil para participar da elaboração de ações de prevenção contra as ISTs será publicado no Diário Oficial do Município esta semana, com todos os detalhes. A Secretaria de Saúde do Recife vai disponibilizar R$ 100 mil para quatro projetos – R$ 25 mil para cada.

Os interessados em concorrer terão de desenvolver projetos para pessoas com HIV/Aids, lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros (travestis, transexuais) e intersexos; mulheres em situação de vulnerabilidade social, jovens, população acima de 50 anos, profissionais do sexo e usuários de álcool e outras drogas. Esses grupos foram escolhidos como prioritários para receber ações de prevenção com base no resultado de pesquisas sobre a prevalência da infecção pelo HIV.

SERVIÇOS – Além do Centro de Testagem e Aconselhamento, a Prefeitura do Recife disponibiliza mais de 100 unidades de saúde onde pode ser feita a testagem rápida para HIV e sífilis. A lista completa onde são oferecidos os testes rápidos está disponível AQUI. O teste é feito em cerca de meia hora.

A rede pública também oferece, nos postos, vacina contra hepatite B, disponível para todas as pessoas, independentemente de idade ou condição de vulnerabilidade. O esquema é composto por três doses, como preconiza o Ministério da Saúde.

ENFRENTAMENTO À SÍFILIS – A Secretaria de Saúde do Recife criou, em 2018, o Plano Municipal de Redução da Sífilis, como estratégia para frear o aumento de casos da doença. Dentro do plano, a capital também incluiu outras intervenções, entre elas a descentralização da oferta de testes rápidos e a realização da campanha Pré-Natal do Parceiro, para estimular os homens a realizarem seus exames nas consultas das companheiras.

O tratamento contra a sífilis é feito com uso da penicilina, disponibilizada em 97% das Unidades de Saúde da Família, assim como nas Unidades Básicas Tradicionais e policlínicas da rede municipal. De 2013 até agora, a oferta de unidades que realizam aplicação de penicilina cresceu 381%.

A experiência exitosa no enfrentamento à sífilis levou a equipe da Sesau Recife a ser das vencedoras da “16ª Mostra Brasil, aqui tem SUS”, na temática Vigilância em Saúde. A mostra ocorreu em Brasília, durante o 35º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), realizado em julho.

DADOS – O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), aponta, em 2019, que, no mundo, cerca de 40 milhões de pessoas vivem com HIV. Só no ano passado, aproximadamente 1,7 milhão de pessoas foram infectadas e 770 mil foram a óbito por causas relacionadas ao vírus.

No Recife, entre os anos de 1984 até o momento, foram notificados quase 11 mil casos de Aids (mais de 7.500 homens e quase 3.500 mulheres). Já as infecções pelo HIV ultrapassam as quatro mil notificações desde 2014 (cerca de três mil homens e mil mulheres). Entre os anos de 2000 a 2019, foram notificadas mais de 1.600 gestantes com HIV.

Na capital pernambucana, foram registrados, entre 2010 e 2018, cerca de 1.500 óbitos por Aids, com média anual de 167 óbitos. A infecção pelo HIV e a Aids fazem parte da Lista Nacional de Notificação Compulsória de Doenças.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings