REUNIÃO | Fonte: Assessoria de Imprensa do Cremepe

SES vai convocar médicos para recompor escalas das maternidades do HAM e HBL

Fonte: Assessoria de Imprensa do Cremepe

O Cremepe convocou para essa quarta-feira (08/01) reunião com as diretoras médicas do Hospital Agamenon Magalhães (HAM) e do Hospital Barão de Lucena (HBL) com a secretária executiva de atenção a saúde, Cristina Mota, e o Sindicato dos Médicos para discutir a escala médica na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal (UCIN) e sala de parto das unidades. A reunião foi conduzida pelo vice-presidente do Cremepe, Maurício Matos.

As entidades médicas fiscalizaram os serviços e a partir da Portaria do Ministério da Saúde Nº 930/2012, o Cremepe apontou a necessidade de recomposição das escalas. No momento da vistoria, realizada no dia 23 de novembro, tinham dois médicos para a UTIN e UCIN do HBL, além de três plantonistas na sala de parto, já na maternidade do Hospital Agamenon tinham dois médicos na UTIN e dois neonatologistas na sala de parto.

De posse dos documentos do Conselho, a SES entrou em contato com os serviços para dimensionar a necessidade dos especialistas nos serviços. “Da necessidade de 49 plantonistas para o HAM, temos 38 e estamos chamando 6 pediatras e 7 neonatologistas, já no HBL são 46 neonatologistas plantonistas e estamos chamando 7 pediatras e 8 neonatologistas”, explicou Cristina. Ainda de acordo com ela o chamamento dos profissionais já está na mesa do governador para a assinatura.

Diante das informações, o secretário-geral da autarquia, Mario Jorge Lôbo, destacou que as escalas médicas das Unidades Neonatais devem ser diferentes da sala de parto. “A UTI e UCI não podem ser provimento para sala de parto”, Lôbo. Além disso, o 1º secretário do Conselho, Sílvio Rodrigues, evidenciou a necessidade do Regimento Interno das unidades e colocou a autarquia à disposição para auxílio no desenvolvimento do Regimento.

Por fim, o presidente do Cremepe, Mario Fernando Lins, destacou a importância do trabalho em conjunto e diálogo da gestão estadual com as entidades e respectivos serviços e ainda alertou os presentes para as doenças negligenciadas que têm assolado o Estado de Pernambuco como Sífilis, tuberculose, hanseníase e leishmaniose, pauta já levada ao Governador.

Também participaram da reunião a diretora médica do HBL, Ana Carolina Guido, do HAM, Ângela Lannia e representando o sindicato dos médicos de Pernambuco, a presidente, Claudia Beatriz e o vice-presidente Walber Steffano. Além dos diretores do Cremepe Assuero Gomes e Fernando Cabral.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings