CIDADES | Fonte: Jornal do Commercio

Mais serviços oftalmológicos

Fonte: Jornal do Commercio

SAÚDE UPA do Ibura, na Zona Sul do Recife, será a primeira emergência da rede pública estadual a oferecer cuidados ocularess 24 horas por dia

Com a readequação do serviço de emergência da Fundação Altino Ventura (FAV), na Boa Vista, Centro do Recife, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) abre as portas hoje da assistência oftalmológica de urgência na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Ibura, Zona Sul. É a primeira emergência da rede pública ligada à SES que passa a oferecer cuidados oftalmológicos 24 horas por dia, todos os dias da semana. A UPA passa a ter capacidade para atender até 144 pessoas diariamente.

Leia também: MPPE convoca audiência para discutir assistência oftalmológica no Estado

Presidente do Cremepe visita a Fundação Altino Ventura

Ainda este semestre, segundo o secretário Estadual de Saúde, André Longo, será implantado o mesmo serviço na UPA de Jardim Paulista, no município de Paulista, Grande Recife.

“Essa ampliação inclui outra empresa da especialidade que se credenciará (ao SUS). O processo está sendo concluído. Serão oferecidos serviços de urgência, cirurgia e outros cuidados.

Tudo isso ajudará a população que precisa de tratamento oftalmológico na Região Metropolitana”, diz o secretário, que lança na manhã de hoje o Plano de Descentralização da Oftalmologia de Pernambuco.

Esse processo, segundo Longo, tem como objetivo tirar a sobrecarga de pacientes da FAV e ampliar a assistência com diagnóstico e tratamento precoce dos problemas oculares. Cerca de 300 pacientes que seriam atendidos diariamente pela FAV passam gradualmente a ser assistidos na UPA.

O serviço, na unidade do Ibura, funciona por demanda espontânea, sem necessidade de agendar o atendimento. A UPA conta com dois oftalmologistas por plantão (a cada 12 horas) para atender casos de conjuntivite, traumas, lesões agudas e acidentes com substância química entre outros.

Ontem o ajudante de refrigeração Luan Cleydson de Aguiar, 30 anos, foi à unidade do Ibura para retirar um tampão ocular como parte do tratamento de uma inflamação, decorrente de corpo estranho no olho. “Eu estava trabalhando sem proteção adequada, na segunda-feira (13), quando uma limalha de ferro atingiu minha visão. Meu olho ficou irritado e inchado. Já retirei o tampão e estou usando colírios. Volto à UPA domingo para ver se melhorou. O atendimento foi rápido”, contou.

Assim como ele, cerca de 500 pessoas procuram a urgência oftalmológica por dia em Pernambuco, segundo a SES. “Por isso, criamos a descentralização.

Diminui em um terço a demanda da FAV na emergência.

De 100 pacientes que chegam a uma unidade para atendimento (em saúde ocular), de 5% a 10% apenas precisarão de cirurgia.

Para essa alta complexidade, contamos com a FAV, o IOR (Instituto de Olhos do Recife) e o Seope (Serviço Oftalmológico de Pernambuco)”, destaca Longo.

O Estado também contratualiza serviços com o Hospital de Olhos Santa Luzia.

Para o funcionamento da UPA do Ibura, a SES investirá cerca de R$ 2,8 milhões por ano, destinados ao pagamento de profissionais e à compra de insumos específicos.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings