Saúde | Fonte: Jornal do Commercio

Imip contra o coronavírus

Fonte: Jornal do Commercio

Ao lado do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), em Santo Amaro, área central do Recife, e do Correia Picanço, na Tamarineira, Zona Norte da cidade, o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), nos Coelhos, área central, passa a fazer parte da lista de hospitais de referência, em Pernambuco, para o atendimento de possíveis casos graves do novo coronavírus. A medida faz parte da rotina de atualização dos protocolos e medidas de prevenção previstos no Plano de Contingência Nacional do Ministério da Saúde.

A informação foi dada ontem, durante capacitação sobre coronavírus realizada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Cerca de 300 profissionais das redes de urgência e emergência de Pernambuco participaram do encontro na sede do órgão, no Bongi, Zona Oeste da cidade.

“O Imip entra como referência para atender possíveis casos de coronavírus em gestantes e recém-nascidos.

É possível que outros hospitais, inclusive no interior do Estado, também faça parte da rede de referência”, disse a secretária-executiva de Atenção à Saúde da SES, Cristina Mota.

Também ontem o Ministério da Saúde informou que os testes realizados pelo Laboratório Central do Estado de Goiás (Lacen), nos 58 envolvidos na Operação Regresso, deram negativo para o novo coronavírus. Os 34 repatriados e os 24 profissionais, divididos entre tripulação, Ministério da Saúde e comunicação, foram submetidos a exames, mesmo sem sintomas e sem infecção. A ação faz parte do protocolo definido entre os Ministérios da Saúde e Defesa.

O Brasil permanece sem registro do novo coronavírus, que já atinge 24 países, além da China. Até o momento, 8 casos suspeitos são monitorados em Minas Gerais (1), no Rio de Janeiro (2), em São Paulo (3), no Paraná (1) e no Rio Grande do Sul (1). Os casos descartados para investigação de possível relação com coronavírus aumentaram para 33.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings