SOLENIDADE | Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

Presidente do Cremepe prestigia colação de grau dos residentes do IMIP

Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

O presidente do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), Mario Fernando Lins, participou na manhã da sexta-feira (14/02) da solenidade de encerramento dos 250 formandos da Residência Multiprofissional do Instituto de Medicina Integrada Professor Fernando Figueira – IMIP. A solenidade ocorreu no espaço de ciência e cultura  localizado no térreo do Hospital Pedro II.e contou com a participação dos formandos, familiares e preceptores.

A presidente do IMIP, Silvia Rissin, abriu a solenidade desejando sucesso profissional a todos os concluintes. “Espero que, além dos conhecimentos técnicos e científicos, vocês levem saberes humanísticos na formação profissional”, disse. A Superintendente-Geral do IMIP, Tereza Campos, também ressaltou o caráter humanizado na formação profissional.

Além das gestoras, compuseram a mesa a representante da Secretaria Estadual de Saúde, Juliana Siqueira, o diretor de ensino do IMIP,  João Guilherme Bezerra  Alves, o coordenador das residências médicas, Eduardo Jorge Fonseca, a coordenadora da Coremu, Carmina Santos, e a superintendente de Ensino, Pesquisa e Extensão, Afra Suassuna.

Após a saudação inicial, a representante de todos os residentes, Luana Lima fez o discurso emocionado contando os desafios e vitórias da residência. Destacou a importâncias das preceptorias na caminhada dos formandos além de destacar o importante legado do Professor Fernando Figueira, cujos princípios humanísticos e de integração multidisciplinar em prol dos mais necessitados deverão ser seguidos por todos os profissionais de saúde.

Na sequência, Eduardo Jorge Fonseca, que é pediatra e conselheiro do Cremepe reforçou a prática da compaixão entre os profissionais de saúde com seus pacientes e destacou valores éticos na formação. “Os ensinamentos éticos se constituíram em um objetivo essencial desta jornada, já na antiguidade Sócrates e Aristóteles afirmavam seu pensamento normativo necessário para discernir o bem e o mal, o correto e o incorreto, o justo e o injusto, entendo a ética como o nome que se dá as nossas preocupações com a boa conduta’, explicou quando defendeu que a competência técnica e ética não se bifurcam caminham para a formação de um bom profissional de saúde.

O IMIP conta atualmente com 68 programas de residência em saúde distribuídas nos programas de residência médicas, uni e multiprofissional.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings