COVID-19 | Fonte: Jornal do Commercio

Números nos EUA não param de subir

Fonte: Jornal do Commercio

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco.

WASHINGTON – Os Estados Unidos registraram o recorde de 53.069 infecções por coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com a contagem desta quinta-feira (2) da Universidade Johns Hopkins, quando o país enfrenta um rápido aumento de casos da doença. 

De acordo com os dados registrados pela instituição de Baltimore até as 21h30 de Brasília, o país contabiliza desde o início da pandemia 2.735.554 diagnósticos positivos da covid-19. 

É a terceira vez nesta semana que os Estados Unidos registram recorde de contágios diários, com mais de 42.000 na segunda-feira e mais de 52.000 na quarta. 

Em relação ao número de mortes nas últimas 24 horas, foram 649, elevando o total de vidas perdidas no país a 128.677, de acordo com a universidade. 

Esses dados divulgados às vésperas do feriado de 4 de julho surgem num momento em que ocorre um crescimento nas hospitalizações em várias cidades, como Houston (Texas) e Phoenix (Arizona).

No Texas, cerca de 8.000 novos casos foram contados desde quarta-feira, forçando o governador republicano Greg Abbott, um grande aliado do presidente Donald Trump, a tornar obrigatório o uso da máscara em locais públicos em seu extenso e populoso estado. 

O feriado da independência é tradicionalmente marcado por reuniões familiares e grandes eventos, que geram multidões durante o lançamento de fogos de artifício. 

Essas aglomerações geram apreensão nas autoridades que temem uma disseminação ainda maior do vírus, sobre a qual não conseguem ter controle. 

Para comemorar a independência dos Estados Unidos, Trump planeja assistir aos fogos de artifício no Monte Rushmore, uma atração turística de Dakota do Sul, onde os rostos de quatro ex-presidentes foram esculpidos em granito.

PRESIDENTE

Em meio à campanha presidencial, na tentativa de reeleição, o presidente Donald Trump continua minimizando os registros atuais, assegurando nesta quinta que os Estados Unidos estavam preparados para a situação e que eram “os reis dos respiradores”.

Mas o mandatário está cada vez mais isolado no governo. Vários funcionários parecem estar começando a calibrar a gravidade da situação e afirmam que é séria.


Tags :
Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings