Coronavírus | Fonte: DIARIO DE PERNAMBUCO

Petrolina fecha lojas, parques e igrejas

Fonte: DIARIO DE PERNAMBUCO

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco.

Maior cidade do Sertão impõe 14 dias de isolamento para tentar frear avanço do coronavírus. Estado de Pernambuco ultrapassou marca dos 70 mil casos

Situação epidemiológica na cidade será reavaliada pelos especialistas no dia 26Após reunião do Comitêde Enfrentamento ao Coronavírus, a Prefeitura de Petrolina, no Sertão do estado, determinou uma série de medidas de isolamento social para reduzir o número de casos da Covid-19 no município. A decisão foi anunciada na noite desta sexta-feira. A partir da segunda-feira (13), deixam de ter autorização para funcionar o comércio, shoppings, feiras livres, parques e serviços públicos, como o atendimento na Prefeitura de Petrolina. A orla e as pistas para caminhadas em avenidas de grande fluxo, a exemplo da Monsenhor Ângelo Sampaio, Integração, Estrada da Banana, Ulysses Guimarães, entre outras, serão bloqueadas para evitar aglomerações. Serviços como barbearias, salões de estética, concessionárias de veículos, escritórios jurídicos, de contabilidade entre outros segmentos também voltam a fechar. O decreto, por fim, determina a proibição de reuniões religiosas como cultos e missas por 14 dias.

Segundo o comitê, foi consolidada uma tendência de crescimento de contágio, casos confirmados e na ocupação dos leitos de UTI na cidade. Os integrantes desse grupo técnico avaliaram que, nas últimas semanas, por conta do período junino, maior fluxo de pessoas nas ruas e questões ligadas ao clima e tempo na região, houve um impulsionamento das ocorrências de síndrome gripal e, por conseguinte, da Covid-19. Por isso, sugeriu o fechamento de diversos setores econômicos e de espaços públicos pelo período de 14 dias, a fim de evitar a chegada de um nível crítico para o quadro geral epidemiológico relacionado a pacientes com covid-19. Uma nova reunião geral será feita pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus no dia 26 de julho. Com base nos dados atualizados do quadro epidemiológico, o grupo emitirá um parecer que embasará o cronograma de retomada dos segmentos econômicos, públicos, reuniões, entre outras atividades.

O município confirmou nesta sexta-feira dois novos óbitos por Covid-19, além de 117 novos casos positivos, incluindo 70 detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes. Petrolina agora contabiliza 1.499 casos de Covid-19, com 35 óbitos no total.

ESTADO

A Secretaria Estadual de Saúde (ses-pe) confirmou, nesta sexta-feira, 1.333 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os positivos, 1.171 (88%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 162 (12%) se enquadram como síndrome respiratória aguda grave. Agora, Pernambuco totaliza 70.100 casos já confirmados, sendo 20.850 (30%) graves e 49.250 (70%) leves. Além disso, o boletim de hoje registra um total de 49.483 pessoas recuperadas da doença. Desse total, 10.405 são de casos graves, que demandaram leitos no sistema de saúde, e 39.078 casos leves.

Os casos graves estão distribuídos por 180 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros estados e países.

Também foram confirmados 73 óbitos, de pessoas residentes em Água Preta (1), Aliança (2), Amaraji (1), Barreiros (1), Belo Jardim (1), Bezerros (2), Brejo da Madre de Deus (2), Cabo de Santo Agostinho (2), Camaragibe (3), Carpina (1), Caruaru (9), Catende (1), Chã de Alegria (1), Cupira (1), Goiana (1), Gravatá (2), Igarassu (1), Itambé (1), Jaboatão dos Guararapes (6), João Alfredo (1), Lajedo (2), Olinda (5), Paulista (2), Pesqueira (2), Pombos (1), Primavera (1), Quipapá (1), Recife (10), Rio Formoso (1), Saloá (2), Santa Cruz do Capibaribe (1), São Lourenço da Mata (1), Serra Talhada (1), Surubim (1), Timbaúba (1), Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o estado totaliza 5.482 mortes. Comitê de Enfrentamento acredita que período junino impulsionou aglomerações e aumento na taxa de contaminação

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings