COVID - 19 | Fonte: Diario de Pernambuco

Estado de calamidade mantido até março

Fonte: Diario de Pernambuco

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco.

Na manhã de ontem, o governo de Pernambuco publicou no Diário Oficial o decreto que prorroga por 180 dias o estado de calamidade pública causada pela pandemia da Covid-19. O primeiro decreto foi anunciado no dia 20 de março, com validade até a última quarta-feira (16). O novo decreto vale até 17 de março de 2021, exatamente um mês após a quarta-feira de cinzas do ano que vem, mas ainda não há definição sobre cancelamento ou manutenção das festividades carnavalescas no estado.

O documento assinado pelo governador Paulo Câmara (PSB) afirma que o estado de calamidade foi renovado devido à permanência dos impactos da Covid-19 na vida dos pernambucanos. Com o estado de calamidade pública decretado, é possível adotar medidas menos burocráticas para atuar com ações de prevenção e tratamento do novo coronavírus.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou ontem 757 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados, 45 (6%) são casos de síndrome respiratória aguda grave e os outros 712 (94%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 139.325 casos confirmados, sendo 25.964 graves e 113.361 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Além disso, o boletim registra um total de 120.891 pacientes recuperados da doença. Destes, 15.734 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 105.157 eram casos leves. Também foram confirmados laboratorialmente 21 óbitos (14 do sexo masculino e 7 do feminino). O estado totaliza 7.954 mortes pela doença.


Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings