Noronha | Fonte: Diario de Pernambuco

Escola em Noronha é a primeira a reabrir no estado.

Fonte: Diario de Pernambuco

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco.

Nesta terça-feira (22), foram retomadas as aulas presenciais na Escola de Referência em Ensino Fundamental e Médio de Fernando de Noronha (EREFM). Dos 25 alunos do primeiro ano do ensino médio que eram esperados, 23 estiveram presentes. Todos receberam um novo kit escolar e orientações dos gestores da instituição em relação ao protocolo de segurança.

Na chegada, os alunos aguardaram a entrada nas marcações indicadas no chão. Quando entravam, tinham a temperatura medida, recebiam orientações sobre o protocolo e eram direcionados ao totem de álcool gel para fazer a devida higienização das mãos. Na sala de aula, respeitaram o distanciamento adequado entre as cadeiras. Além desses cuidados, o refeitório também teve sua estrutura modificada com os bancos marcados.

A retomada começou por etapas, iniciando hoje pelo ensino médio. Em seguida com os anos finais do ensino fundamental, no dia 29 deste mês, e depois os anos iniciais do mesmo nível, no dia 6 de outubro. De acordo com a funcionária da coordenação da escola, Priscila Soares, esse é um passo muito importante nesse recomeço. “Essa semana é o ponto de partida e vamos vendo no decorrer dos dias com os pais e os alunos se conseguimos retornar as atividades normais”, afirmou.

“Esse retorno superou as minhas expectativas. Os gestores fizeram tudo com muita cautela respeitando todo protocolo e segurança para nos receber. Fui a primeira aluna a chegar na escola para ver como ficou a estrutura e me surpreendi. Estou muito feliz”, disse Andreza Beatriz, presidente do Grêmio Estudantil da escola.

“Iniciar a retomada das aulas por Noronha é uma responsabilidade muito grande, mas ao mesmo tempo é motivo de orgulho pela situação que a Ilha vive atualmente. As nossas últimas semanas foram de muitas expectativas e muito trabalho. Para receber os alunos, a equipe trabalhou em conjunto na preparação dessa nova estrutura. A recepção dos estudantes foi muito emocionante pois observamos a recompensa de todo o esforço da equipe para trazê-los de volta” disse a superintendente de Educação, Rúbia Uchoa.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings