Europa | Fonte: Folha de Pernambuco

Situação na Europa preocupa apesar de restrições para conter pandemia.

Fonte: Folha de Pernambuco

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco.

A França registrou 16.096 novos casos nas últimas 24 horas, e a situação nos hospitais começa a ficar preocupante

O tempo é cada vez mais curto se os países europeus não quiserem reviver a situação sanitária de março, estimou a União Europeia (UE) nesta quinta-feira, coincidindo com novas medidas de restrição em Espanha, França e Reino Unido, que, em alguns casos, esbarram no descontentamento dos cidadãos.

Nas palavras da comissária de Saúde do bloco, Stella Kyriakides, os Estados membros devem reforçar “imediatamente” as medidas de controle e proteção para frear uma segunda onda da pandemia.

“Talvez seja a última chance de evitar a repetição da situação da primavera passada” (hemisfério norte), afirmou a comissária, que considera a situação “realmente preocupante”.

“Não podemos baixar a guarda. Esta crise não foi superada”, insistiu, antes de recordar que o inverno, que começará em breve na Europa, “é o período do ano em que temos mais doenças respiratórias”.

Na mesma linha, o Centro Europeu para a Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) afirmou nesta quinta-feira que sete países da UE (Espanha, Romênia, Bulgária, Croácia, Hungria, República Tcheca e Malta) registram uma evolução da pandemia de covid-19 que provoca uma “grande preocupação” e um risco elevado de mortalidade.

 

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings