COVID - 19 | Fonte: Jornal do Commercio

Quanto maior a idade, mais fatal é o vírus

Fonte: Jornal do Commercio

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco.

Pernambuco registrou oficialmente, desde março, 71 mortes por covid-19 entre crianças e jovens até 19 anos, de acordo com dados atualizados no boletim divulgado ontem pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). No outro extremo da vida (ou seja, entre os idosos a partir de 60 anos), foram confirmados 6.184 óbitos decorrentes da infecção pelo novo coronavírus. Esse número representa 75,5% de todas as vítimas fatais e confirma como a doença tem alta letalidade entre os mais velhos e baixa agressividade para as crianças e os adolescentes. Ainda no grupo de idosos, quanto maior é a idade, mais fatal é o vírus. O maior número de óbitos, no Estado, está a partir dos 80 anos, com 2.234 vítimas. Esse cenário segue dados de outros países, como o dos Estados Unidos. Entre 1º de março e 19 de setembro, a taxa de letalidade calculada para crianças em idade escolar é de 0,018%, segundo estudo do Centro para a Prevenção e o Controle de Doenças (CDC). O achado mostra que a letalidade real da covid-19 é baixa nessa faixa etária, em comparação com os adultos e especialmente com os idosos. Ainda de acordo com o CDC, as taxas de letalidade por faixa etária eram de 0,003% (0-19 anos), 0,02% (20-49 anos), 0,5% (50-69 anos) e 5,4% (a partir dos 70 anos). Entre crianças, existe uma diferença notável entre os maiores e os menores de 11 anos, segundo o estudo do CDC: a incidência foi o dobro dos 12 aos 17 anos, em comparação com as crianças de 5 a 11 anos. E o levantamento confirma que as minorias são as mais atingidas nos Estados Unidos: 42% das crianças infectadas eram de origem latina, 32% branca e 17% negra. De 277.000 casos, 3.249 foram hospitalizados, 404 precisaram de cuidados intensivos e 51 faleceram. No geral, vários estudos nos Estados Unidos e em outros lugares provaram que as crianças são menos vulneráveis ao vírus do que os adultos, embora não sejam imunes. (Com informações da AFP)

Tags :
Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings