Fiscalização | Fonte: Assessoria de Comunicação Cremepe

Cremepe realiza interdição ética no Hospital e Maternidade de Abreu e Lima

Fonte: Assessoria de Comunicação Cremepe

O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) realizou a interdição ética do Hospital e Maternidade de Abreu e Lima, na tarde desta quarta-feira (06/01). A medida foi deliberada em plenária da autarquia, realizada na noite desta terça-feira (05/01) e tem validade de 60 dias, podendo haver a desinterdição antecipada caso as irregularidades sejam devidamente sanadas.

O 2º Secretário e coordenador da Fiscalização do Cremepe, Silvio Rodrigues, formalizou, junto à unidade, o documento de interdição do Hospital, bem como na Secretaria de Saúde da Cidade, e enviou, também, cópia ao Ministério Público do Município.

A gestão que comandou a cidade até o ano passado, havia sido notificada, no último dia 18/12/2020, com o indicativo de interdição, após a identificação de grave defasagem nas escalas médicas nas especialidades de neonatologia, obstetrícia, pediatria, clínica médica e anestesiologia. Além disso, a Secretaria foi também notificada quanto à ausência de diretoria técnica, fato este que descumpre a Resolução CFM Nº 2147/16 – o que torna inviável o funcionamento da unidade. Hoje, apenas quatro médicos atendiam no Hospital, três pediatras e um anestesiologista.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings