Cidades | Fonte: Jornal do Commercio

Casos suspeitos de reinfecção

Fonte: Jornal do Commercio

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

Subiu para 34 o número de casos de reinfecção pelo novo coronavírus em investigação em Pernambuco. O comunicado foi feito pelo secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, em pronuncimento pela internet na última quarta-feira. ‘Já foram notificados, ao Estado, 55 casos de possíveis reinfecções. Foram descartados 21 deles. Outros 24 estão em investigação pelo Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco) e 10 foram encaminhados para o Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará’, informou Longo. Ele lembrou que todo o trabalho de análise final dos casos é concentrado no Ministério da Saúde, que faz os comunicados oficiais sobre a reinfecção. O Brasil tem dois casos confirmados, em dezembro do ano passado, de segundo episódio de infecção pelo novo coronavírus. O primeiro foi de uma profissional da área da saúde, de 37 anos, que mora em Natal (RN). Ela teve a doença em junho, ficou recuperada e teve resultado positivo novamente em outubro (116 dias depois do primeiro diagnóstico). As análises realizadas permitiram confirmar a reinfecção pelo novo coronavírus, após sequenciamento do genoma completo viral que identificou duas linhagens distintas. O segundo caso de reinfecção confirmado, no País, foi de uma paciente de 41 anos, residente no município de Fernandópolis, no Estado de São Paulo. A paciente teve o primeiro resultado da doença no mês de junho e superou a covid-19. Em novembro, teve novo resultado positivo para o novo coronavírus – 145 dias depois do primeiro episódio. Os dois casos confirmados de reinfecção da covid-19 foram investigados conforme os critérios estabelecidos por nota técnica: dois resultados positivos de RT-PCR em tempo real para o novo coronavírus, com intervalo igual ou superior a 90 dias entre os dois episódios de infecção. Além do IEC, o Ministério da Saúde conta com mais dois laboratórios de referência para vírus respiratórios no Brasil: o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e a Fiocruz, no Rio de Janeiro. Todos atuam nas investigações de casos suspeitos de reinfecção, conforme demanda da vigilância epidemiológica, e informam as confirmações ao Ministério da Saúde. Especialistas e autoridades sanitárias alertam que os casos confirmados de reinfecção no Brasil só reforçam a necessidade da adoção do uso contínuo de máscaras, da higienização constante das mãos, do uso de álcool em gel e da manutenção do distanciamento social adequado. 21 casos investigados no Estado, nas últimas semanas, foram descartados pelos especialistas

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings