Procurar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Doses chegam hoje no Interior

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

34% dos trabalhadores da área da saúde no Estado (mais de 99 mil) deverão ser vacinados

26,5 mil indígenas também serão imunizados de forma prioritária no Estado

2,5 mil idosos institucionalizados e 130 pessoas com deficiência receberão a vacina

O governo do Estado promete entregar ainda hoje as primeiras doses da vacina contra a covid-19 nos municípios do Interior. Apesar disso, até a noite de ontem, ainda não havia sido detalhada a quantidade de imunizantes a ser destinada a cada uma das 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), responsáveis pela distribuição às prefeituras. As secretarias de saúde municipais, que farão a aplicação das vacinas, não sabem dizer quantas doses serão entregues. A reportagem do JC procurou municípios das três Macrorregiões de Saúde do Estado que englobam Agreste e Sertão e nenhum soube informar a quantidade de vacinas que receberia. A Prefeitura de Caruaru, no Agreste, por exemplo, se restringiu a dizer que iniciará a vacinação assim que o imunizante chegar ao município. Já o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), afirmou, em vídeo, que as doses seguiriam para a cidade na madrugada de hoje e que, à tarde, deve começar a vacinação. “A Secretaria Estadual de Saúde ainda não informou a quantidade exata, mas independentemente de quantas sejam, vamos iniciar a vacinação dos nossos profissionais de saúde e dos idosos que estão institucionalizados em nossos abrigos e nos serviços de cuidado.” A logística de distribuição, programada para começar já durante a madrugada, tem custo estimado em R$ 1 milhão e conta com apoio de 5 mil profissionais da Secretaria de Defesa Social, entre servidores das polícias Militar, Civil e Científica e do Corpo de Bombeiros. Serão utilizados seis caminhões, sendo quatro refrigerados, para o transporte a longas distâncias. O Estado garantiu que não há problemas na utilização de veículos sem refrigeração, porque as vacinas estão armazenadas em caixas térmicas, que mantêm a temperatura entre 4ºC e 8ºC por 48h. O secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, argumentou que existe um planejamento “cuidadoso” por parte de todos os órgãos. “A Polícia Militar tem estrutura para fazer não só a segurança da logística desse transporte, mas também de onde vão ficar armazenadas as vacinas e os locais de vacinação. Teremos um apoio ostensivo das polícias nesse trabalho de presença nos locais”, afirmou. Ontem à tarde, durante a reunião da Comissão Intergestores Bipartite, representantes do governo do Estado, dos municípios, sociedade civil, órgãos de controle, Ministério da Saúde e de conselhos de saúde e técnicos pactuaram as populações a serem atendidas neste primeiro momento – incluindo profissionais de saúde e idosos, como já era previsto no plano nacional.

VACINAÇÃO

No dia em que for se vacinar, a população deve ter em mãos o CPF ou cartão SUS. O secretário de saúde de Pernambuco André Longo informou que, além da vacina, os municípios irão receber um cartão vacinal para registro das doses. “No cartão, estarão os dados do paciente, o tipo de vacina que foi aplicada e o lembrete para que seja feita a segunda dose. É importante que, além do controle que vamos ter no sistema de informação, o usuário tenha o cartão para voltar e comprovar que fez a vacina”, explicou.