Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Pacientes queixam-se do atendimento fonado do Otávio de Freitas

Pacientes do Grande Recife reclamaram, ontem, em frente ao Hospital Otávio de Freitas, no Sancho, Zona Oeste da cidade, da demora na marcação de consultas. Segundo eles, o serviço feito por telefone (0800) está geralmente congestionado, dificultando o agendamento dos exames.

A dona de casa Katiuscia Maria da Silva chegou às 8h para marcar consulta com um ortopedista para o sobrinho, de 5 anos, que está com o braço engessado. “Estou tentando há 15 dias pelo telefone e não consigo. É um absurdo por que o menino está sentindo dores no braço”, contou.

O maior problema, no entanto, é detectado na área de psiquiatria. Muitas pessoas ficam sem atendimento por falta de vagas no setor. “O telefone está sempre ocupado. Para evitar isso, o hospital já devia deixar marcado o dia em que retornaríamos”, disse o paciente Elmir Almeida.

De acordo com o representante dos usuários no Conselho Gestor do Otávio de Freitas, Geovani Siqueira, o 0800 está funcionando normalmente. A grande demanda de pacientes é o que provoca o congestionamento do serviço.

O gestor técnico do hospital, Hermes Wagner, informou que não tinha conhecimento de problemas na área de ortopedia. Entretanto, no setor de psiquiatria, o médico explicou que dos três psiquiatras que realizavam o atendimento na emergência apenas um continua o trabalho. Na próxima semana, a diretoria se reunirá com a Coordenação de Saúde Mental do Estado para solicitar a contratação de outros profissionais.