Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Nove óbitos causados por leishmaniose

Pernambuco já têm nove óbitos confirmados por leishmaniose visceral, doença conhecida como calazar, neste ano. O número corresponde a 75% das mortes pela doença no ano passado e acendeu o alerta no município de Itapissuma, na RMR. A doença pode ser transmitida por cães. Quando não tratada, costuma levar à morte em 90% dos casos.

Itapissuma é uma área de transmissão esporádica, mas já apresentou uma confirmação de caso neste ano e tem um óbito em investigação, da agricultora Severina Ferreira da Silva, 36 anos.

Em 2014, houve aumento nas ações de vigilância e controle, resultando em maior detecção de casos. Entre janeiro e abril deste ano, são 100 casos notificados e 28 confirmados. Uma coleta de mosquitos será enviada ao Lacen-PE. Em Itapissuma, serão realizados exames em cães. “Fizemos uma reunião com o município, que já iniciou um trabalho educativo”, disse Gabriela Murakami, técnica do Programa de Controle da Leishmaniose da Secretaria Estadual de Saúde (SES).