Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Operação logística que garante insulina para todo o Brasil é iniciada

Antes de ser distribuída pelo Ministério da Saúde, para as secretarias dos 26 Estados brasileiros e do Distrito Federal, a carga de medicamentos para diabetes e distúrbios de coagulação e de crescimento, da indústria farmacêutica Novo Nordisk, passa a ser armazenada no novo Centro de Distribuição da AGV Logística, localizado em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba. Em parceria com a Capital Realty, a AGV desenvolveu, no Mega Centro Logístico Curitiba, uma solução para armazenar e expedir os medicamentos em condições especiais de controle de temperatura.

Pela expertise da AGV, de mais de 16 anos em cadeia logística refrigerada, o módulo ocupado no espaço da Capital Realty para operação da Novo Nordisk passou por uma série de adequações, para receber os produtos que devem ser mantidos em um range de temperatura de 2ºC a 8ºC, devido a composição dos medicamentos. As adequações com equipamentos de refrigeração, isolamento térmico e infraestrutura levaram sete meses para ficarem prontas. Nesta fase de adequação e implantação da operação, a AGV contou com o apoio da empresa de consultoria Deploy na gestão de cronogramas entres as áreas envolvidas no processo. Contratada pela Novo Nordisk, a Deploy participou desde a concepção estratégica do projeto até a implantação final da operação, que ocorreu este mês.

De acordo com Maurício Motta, diretor-executivo de Negócios da AGV, líder no segmento farmacêutico veterinário e que tem desenvolvido soluções customizadas desde 2006 para a linha humana, a escolha pelo Mega Centro Logístico deve-se ao melhor custo-benefício e ao tamanho flexível dos módulos. “Encontramos o parceiro ideal, já que optamos por não comprar imóveis, mas, sim, alugar”.

Pulverização

A AGV e sua parceira Novo Nordisk seguem o caminho de outras empresas que viram no Mega Centro Logístico um lugar com a estrutura e a localização ideal para o escoamento de produtos para diversas regiões do país, pelos modais aéreo e rodoviário.

Para Luiz Jair Minatti, presidente da Associação Industrial e Comercial de Quatro Barras e Campina Grande do Sul, o armazém e a presença da Novo Nordisk trazem benefícios para a cidade. “Já gerou empregos e vai gerar recursos para o crescimento do município”. Para ele, a escolha por Campina Grande do Sul como centro de estoque e distribuição de produtos de uma multinacional do porte da Novo Nordisk é novidade para a cidade, mas que, assim como ela, outras empresas devem conhecer a estrutura disponibilizada e passar a utilizar o local como centro de estoque e distribuição.

O secretário de Indústria, Comércio, Projetos e Engenharia de Campina Grande do Sul, Levi Camargo, acrescenta que a atividade tende a crescer e dar ao município o reconhecimento como um novo polo logístico.