Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Cremepe interdita SVO

O Conselho Regional de Medicina (Cremepe) decidiu ontem suspender a atividade médica no Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) a partir desta sexta-feira. O órgão, que examina corpos de pessoas mortas vítimas de doenças, funciona nas dependências da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife, e é vinculado à Secretaria Estadual de Saúde. As atividades do SVO serão interrompidas, segundo o Cremepe, porque as condições da unidade são incompatíveis com o trabalho médico. O conselho vistoriou o local anteriormente e deu um prazo para que adequações fossem feitas, mas, após 15 dias, nenhuma medida foi tomada.

“Os principais problemas do SVO são a falta de climatização e a insalubridade da unidade. Por exemplo: os resíduos dos cadáveres se acumulam no chão e se misturam à água que pinga do ar-condicionado e não tem por onde escoar. Outra situação preocupante é a falta de médicos plantonistas no local”, explicou Sílvio Rodrigues, presidente do Cremepe, após plenária do conselho realizada ontem à noite.

De acordo com Rodrigues, o tempo inicial de interdição do órgão é de 60 dias, mas esse prazo pode ser prorrogado. “Caso os reparos não sejam feitos podemos prorrogar esse prazo. Amanhã nós nos reuniremos com a Secretaria de Saúde para decidirmos em que local os atendimentos do SVO serão realizados durante a interdição”, disse.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde afirmou que “já iniciou os reparos emergenciais no SVO, em todos os pontos apontados pela vistoria do Cremepe”. O comunicado ainda informa que representantes da pasta se reúnem hoje com o conselho e com os médicos do serviço para “apresentar as ações que estão sendo realizadas e pactuar a continuidade das atividades do SVO”.