Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Após determinação de interdição, estado e Cremepe discutem situação do SVO

Depois de decidir pela interdição do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) em uma plenária nessa terça-feira, o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) se reúne, nesta quarta, com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e entidades médicas para decidir o futuro do órgão, único que realiza autopsia em casos de morte natural no estado.

O SVO, que funciona dentro da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), passou por uma vistoria e, segundo o Cremepe, a situação é “crítica”. Diante disso, o conselho decidiu suspender as atividades médicas a partir da sexta-feira.

Falta de estrutura e higiene, além do pouco número de profissionais foram os motivos apontados pelo Cremepe para interditar o local que teria, inclusive, restos de cadáveres pelo chão. A interdição duraria, a princípio, 60 dias, podendo ser prorrogada.

A SES teve 15 dias para solucionar os problemas pontuados, mas não realizou as intervenções determinadas pelo conselho. Nesta quarta, a secretaria convocou uma reunião com o Cremepe e entidades médicas para solucionar o problema.

Na reunião desta quarta, o estado se comprometeu em apresentar as medidas que estão sendo tomadas para realizar os reparos necessários.

A reunião acontece na sede da SES, no Bongi.