Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Interdição do svo é suspensa

interdição do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) – órgão que examina corpos de pessoas mortas por causas naturais -, que, segundo o Conselho Regional de Medicina (Cremepe), seria iniciada hoje, foi suspensa. Conforme informações repassadas pelo presidente do Cremepe, Sílvio Rodrigues, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) solicitou 26 dias para corrigir as falhas encontradas no local. Ontem, após plenária na sede do conselho, a entidade resolveu atender a solicitação.

O Cremepe apontou como principais problemas da unidade a insalubridade do espaço e a falta de climatização do local, situado na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife. Entre as melhorias que devem ser realizadas pelo governo do Estado, a construção de novas salas e conserto dos aparelhos de ar-condicionado do imóvel estão entre as prioridades.

“Várias entidades médicas reuniram-se ontem (anteontem) com a Secretaria de Saúde para debater a situação do SVO. Na ocasião, a pasta pediu um prazo para reparar os problemas da unidade, como o conserto de ares-condicionados, reforma dos móveis, construção de duas novas salas e complementação da escala de plantão. Hoje (ontem), depois de uma plenária, o conselho decidiu acatar o pedido”, explicou Rodrigues. Nesse período, o atendimento ao público ocorrerá normalmente.

Ainda de acordo com Rodrigues, hoje será entregue à SES um documento estipulando um prazo de 30 dias para que uma série de irregularidades identificadas no Hospital Ulysses Pernambucano, na Tamarineira, sejam corrigidas. Se os problemas persistirem, a unidade também poderá ser interditada pelo conselho.