Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Central de Leitos está sem funcionar

A Central de Regulação de Leitos da rede estadual de saúde está sem funcionar desde a última segunda-feira por falta de pagamento, segundo a Associação de Defesa dos Usuários de Seguros, Planos e Sistemas de Saúde (Aduseps). A Secretaria Estadual de Saúde informou que o caso é pontual e está sendo solucionado. A previsão é que o sistema volte a operar normalmente na próxima semana.

De acordo com os médicos, o serviço está desativado devido à falta de pagamento da empresa que administra o software. O reflexo seria sentido, principalmente, nas Unidades de Pronto Atendimento. “O setor administrativo é terceirizado. As enfermeiras, telefonistas e o corpo funcional estão há mais de três meses sem receber salário. Por causa disso, estão trabalhando em revezamento, o que deixa todo o serviço mais lento”, denunciou Carlos Freitas, conselheiro estadual e ouvidor da Aduseps.

“Isso está prejudicando diretamente a transferência dos pacientes. Os terceirizados estão trabalhando precariamente e os médicos demoram muito mais para conseguir uma vaga, porque o pessoal está se revezando na central. Sem falar que estamos registrando superlotação em diversas unidades”, complementou Freitas.

A Secretaria de Saúde informou que a regulação está sendo feita por telefones entre os hospitais e não há prejuízo ao paciente. A pasta esclareceu que o sistema de regulação de UTI e de retaguarda não foi afetado porque é feito via internet.