Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Estímulo para amamentar

Cuidar da mama desde os meses de gestação contribui para obter segurança no ato de amamentar e evita problemas de saúde futuros para a própria mãe

“Chega ao ponto de a criança acordar e você já levantar chorando, imaginando a dor.” Amamentar não é tarefa fácil. Por trás do prazer de estabelecer vínculo profundo com o filho e garantir a ele saúde, escondem-se histórias de sofrimento. Cuidar da mama desde os meses de gestação contribui para obter segurança no ato de dar leite materno ao filho e evita problemas de saúde futuros para a própria mãe. Esse desafio é tema da terceira reportagem da série Amamentar é amar.

O foco no bebê é tão grande nos meses que antecedem o parto que muitas mulheres esquecem de cuidar do corpo. Em todo o Brasil, mais de 5 em cada 10 mulheres não fazem os exames das mamas durante a gestação, segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM). O ideal seria eles serem realizados uma vez por trimestre, ou seja, pelo menos três vezes se considerado o tempo regular de uma gestação.

“Há mulheres, por exemplo, que têm mamilo plano ou retraído. Isso poderá dificultar a amamentação. Então, durante o pré-natal ela já pode ser orientada sobre exercícios para estimular a exposição desse mamilo”, afirmou o médico membro da SBM Anastasio Berrettini.

Apoio profissional foi fundamental para acabar com as noites insones e dolorosas da técnica de enfermagem Maria Michelle Viana, 34 anos. Mesmo procurando informações antes de ter o bebê, ela não ficou livre dos obstáculos. Quem vê o tamanho de Paulo Henrique chega a duvidar da idade da criança, três meses, e não dimensiona o esforço da mãe para amamentar o filho.

“No começo, ele fazia uma manobra de puxar a cabeça, então doía, sangrava muito. Você chega a pensar que não vai conseguir, então continua porque encontra apoio”, explica ela, que procurou o Banco de Leite Materno do Imip para amenizar o sofrimento provocado por fissuras.

Outro problema é o ingurgitamento (endurecimento das mamas pelo excesso de leite). A mastite (inflamação) pode evoluir em 24 horas.