Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

HGV promove mutirão de cirurgia urológica

Expectativa é que, pelo menos, 30 pacientes sejam beneficiados

Mais de 30 pacientes que aguardam por uma cirurgia urológica no Hospital Getúlio Vargas (HGV) serão beneficiados com o II Mutirão de Cirurgia Reconstrutora Urológica da unidade, que terá início nesta quarta-feira (30) e segue até o próximo sábado (3). Pelo menos 20 médicos, incluindo os residentes, participarão da ação. A equipe, que será chefiada pelo coordenador do ambulatório de urologia do HGV, Gustavo Wanderley, contará com profissionais convidados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Bahia. Além disso, residentes de outras unidades de saúde do Estado também atuarão no mutirão.

“Hoje, temos uma grande fila de espera por essa cirurgia, pois recebemos pacientes de outras unidades e até de outros estados, devido, principalmente, ao seu grau de complexidade. Assim, convidamos residentes de outras unidades de saúde do Recife para que possam participar da ação e conhecer o procedimento por meio de um trabalho de imersão”, explica Gustavo Wanderley, que também coordena o serviço de Residência em Urologia do Getúlio Vargas.

Para participar do mutirão, os pacientes passaram por uma triagem, que levou em consideração a complexidade do caso e o tempo de espera pelo procedimento. “São pacientes que sofrem com problemas diversos, como incontinência urinária grave, obstruções urinárias severas (estenose uretral), fistulas urinárias, além do tratamento dos grandes prolapsos pélvicos”, comenta Wanderley.

A expectativa é que sejam realizadas, pelo menos, dez cirurgias por dia. Por mês, o Hospital Getúlio Vargas, que é a principal referência no Estado para esse tipo de procedimento, realiza uma média de oito procedimentos cirúrgicos. O tempo de recuperação do procedimento é, em média, de 48 horas. No primeiro mutirão, realizado em 2012, um total de 32 pacientes passaram pela cirurgia.