Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Ações para pessoas com o distúrbio

Constrangimento, ansiedade, timidez. A gagueira é um distúrbio na fala que provoca muito mais problemas do que palavras repetidas. Hoje, data em que se celebra o Dia Internacional de Atenção à Gagueira (DIAG), serão realizadas ações no Recife voltadas para pessoas que sofrem com essa questão e familiares que queiram tirar dúvidas sobre o tema. O lema da campanha deste ano é: “Gagueira Não Tem Graça. Tem Tratamento”.

O que para alguns é motivo de piada, para outros é motivo de retração. Mas, com tratamento é possível melhorar essa condição. Como no caso do pastor missionário Daniel Filho, 43 anos. Há dois retomou a terapia e desde então entendeu que tem mais momentos de fluência nas palavras do que gagueira. “Hoje compreendo que a gagueira surge quando estou preocupado ou naturalmente. Porém, me sinto muito mais confiante, tanto que trabalho utilizando a voz interagindo com as pessoas nas atividades como missionário”, afirmou.

Segundo a fonoaudióloga do Grupo de Terapia para pessoas que gaguejam da Unicap, Tatiana Cavalcanti, problema surge na infância quando a criança está aprendendo a falar. “A gagueir não é uma doença. No entanto, quanto mais cedo co meçar a cuidar, mais natura a questão será tratada”, destacou. Ainda de acordo co a especialista, é essa dificuldade na fala que gera outros problemas como a timidez e ansiedade.

ATIVIDADES

Hoje, na estação centra do Metrô do Recife, haverá acolhimento por parte de fonoaudiólogos e estudante de Fonoaudiologia. Serã dadas orientações sobre ga gueira e distribuído materiai publicitários sobre o pro blema. Na Universidade Ca tólica de Pernambuco, da 9h às 17h, haverá atendi mento gratuito para gaguei ra. À noite, os cursos de Fo noaudiologia da Católica UFPE e Funeso vão promo ver o VI Encontro Pernam bucano de Atenção à Ga gueira. O Encontro será gra tuito e realizado na Católica a partir das 18h, no Auditóri do Bloco J (Departamento de Medicina).