Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Megaestudo avaliará ação da aspirina contra o câncer

Teve início ontem, no Reino Unido, o maior ensaio clínico realizado até agora para investigar se uma dose diária de aspirina pode prevenir a recorrência de alguns tipos de câncer, como estudos menores sugeriram. De acordo com um comunicado emitido pelo Instituto Britânico de Pesquisa do Câncer, a pesquisa, batizada de Add-Aspirina phase III, avaliará o efeito da droga sobre cinco tipos de tumores: de esôfago, intestino, estômago, mama e próstata.

O objetivo, dizem os pesquisadores responsáveis, é verificar se a ingestão de aspirina diariamente, durante cinco anos, ajuda a retardar ou impedir o reaparecimento de tumores tratados durante a fase inicial. O ensaio terá participação de 11 mil pacientes, que receberam tratamento recentemente ou ainda estão em fase de terapia contra algum desses cânceres.

“Esse estudo busca fornecer uma resposta concreta. Se nós descobrimos que a aspirina pode prevenir a volta desses tipos de câncer, isso poderia mudar o tratamento futuro, nos dando uma alternativa simples e de baixo custo”, declarou à imprensa Ruth Langley, diretora da University College de Londres. “Esse ensaio é particularmente desafiador, uma vez que os cânceres recorrentes são muitas vezes mais difíceis de tratar. Encontrar uma maneira barata e eficaz de evitá-los pode representar uma mudança importante para os pacientes”, complementou a médica Fiona Reddington do University, também da College de Londres.