Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Demissão na UPA da Imbiribeira

Nova demissão coletiva em UPA estadual. Dessa vez 13 dos 15 pediatras da unidade de Imbiribeira prometem entregar uma carta de demissão coletiva na manhã desta segunda-feira. Eles denunciam que estão expostos a péssimas condições de trabalho e que a redução na escala fere a ética de atendimento médico, além de colocar em risco os pacientes. Também nesta segunda, os profissionais prometem acionar o Ministério Público e a Delegacia Regional do Trabalho.

Segundo o diretor do Sindicato dos Médicos, de Pernambuco(Simepe), Walber Stéffano, a escala que era composta por dois pediatras a cada plantão de 12 horas, foi reduzida em outubro para um profissional no período diurno e outro no noturno. Essa teria sido a solução encontrada pela unidade para não fechar definitivamente o plantão pediátrico da noite, mas economizar na folha de pagamento. Stéffano destacou que foram feitas várias tentativas de negociação com o Instituto Pernambucano de Assistência e Saúde (IPAS), que gerencia a UPA, mas não houve acordo com relação à recomposição de pediatras.

“Não é possível para um UPA ficar apenas com u pediatra por turno, até por que esse profissional pode ter que acompanhar a transferência de um paciente e unidade fica descoberta”, frisou. O diretor destaco ainda que entre janeiro e agosto o fluxo diário de pacientes na unidade foi d 89 crianças, superior a média de 36 preconizada pelos órgãos de regulação.