Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Protocolo clínico para grávidas

Pernambuco começará a notificar também as gestantes. Anunciado para a última sexta-feira, o protocolo clínico e epidemiológico para grávidas do estado só será finalizado depois de reunião que acontece hoje, em Brasília, com representantes do Ministério da Saúde. Apesar disso, em coletiva realizada ontem, a Secretaria Estadual de Saúde adiantou os principais pontos do documento.

Como anunciado pelo Diario, o estado irá distribuir o atendimento às mães e bebês em unidades de referências em três cidades do interior, além do Recife.

Só serão notificadas as grávidas que apresentarem indicativo de microcefalia após ultrassonografia ou exantema durante a gestação. Para as que tiverem as manchas, serão coletadas amostras de sangue dessas pacientes para diagnóstico laboratorial e a realização de um ultrassom entre a 32ª e 35ª semana de gestação. Para aquelas que tiverem indicativo de microcefalia, também será feito o exame de sangue e será dado acompanhamento psicológico na unidade macroregional de referência.

O acompanhamento do pré-natal permanece acontecendo na rede municipal, exceto em casos de risco na gestação (não necessariamente ligados à microcefalia). No Recife, as gestantes deverão procurar o Imip, o Agamenon Magalhães e o Cisam. Já os bebês devem ser levados ao Imip, Huoc e o Barão, além da AACD para reabilitação. Em Caruaru, as grávidas serão encaminhadas ao Hospital Jesus Nazareno e e as crianças ao Mestre Vitalino.

“Estamos organizando a rede estadual e os municípios para dar conta do protocolo”. disse a secretária-executiva estadual de Vigilância da Saúde, Luciana Albuquerque.