Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Rápidas – Falta de repasse pode interromper serviços de saúde, dizem conselhos

Conselho Nacional de Saúde e entidades ligadas às secretarias estaduais e municipais de saúde alertaram o governo federal que podem interromper serviços essenciais caso repasses de dezembro não sejam realizados. Em ofício protocolado junto à Casa Civil e encaminhado aos ministros da Saúde e de Governo, o CNS, vinculado ao Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde afirmaram que a falta dos repasses acarreta possibilidade concreta de paralisação de serviços essenciais. Entre eles, serviços ambulatoriais e hospitalares, serviços especializados de alta complexidade, ações de atenção primária e de agentes comunitários de saúde. Segundo o ofício, o repasse, previsto em cronograma de desembolso do Ministério da Saúde e que ainda não foi efetuado, atinge o valor de R$ 6 bilhões.Procurado, o Ministério da Saúde afirmou que até agora não há nenhum tipo de atraso, pois os repasses são feitos apenas no último dia do mês.