Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Hospital é bombardeado

Pela terceira vez em quatro meses, um hospital apoiado pela organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) no Iêmen foi bombardeado ontem. O ataque matou pelo menos quatro pessoas e deixou outras dez feridas, segundo a organização, e aconteceu no distrito de Razeh, na província Saada, próxima à fronteira com a Arábia Saudita, um dos locais ainda controlados pelos rebeldes do movimento hutí. Os feridos foram levadas ao Hospital Al Salam, em Saada. A MSF não informou se algum dos membros da organização está entre os feridos. A organização não acusou nenhuma das partes envolvidas.