Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Viagem cancelada na última hora

A propagação de informações sobre a epidemia ainda não gerou estatísticas negativas para o setor do turismo, afirma a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav). Mesmo assim, há quem tenha cancelado a viagem diante da ameaça de se infectar, caso da personal trainer pernambucana Lorena Fidelis, 30. Moradora do Canadá há 10 anos, ela estava com passagens para vir ao Recife neste mês. Comprou ingressos para curtir o carnaval em festas privadas, presentes para amigos e parentes e até decoração para fazer o chá de bebê no Recife. Cancelou tudo em cima da hora.

“Li muito, pensei muito, mas é um tiro no escuro. Fiquei com medo de arriscar. Vou perder também a formatura da minha irmã, e minha família não irá conhecer meu noivo. Para quem mora fora, é triste”, conta Lorena Fidelis.

Para o professor da UFPE e membro do Comitê Técnico de Arboviroses do Ministério da Saúde, Carlos Brito, não é recomendável às gestantes estarem no país, principalmente na Olimpíada. “Ainda há muito a ser estudado. Sabemos que a presença do mosquito está ligada a problemas de saneamento básico, moradia precária, temperatura. Então, há locais onde as chances de transmissão são maiores.”