Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Doença seria herdada de DNA neandertal

WASHINGTON (AFP) – Se você tem dificuldades em parar de fumar ou tendências depressivas, talvez parte disto seja devido à sua herança neandertal. Após um estudo que vinculou milhares de registros de indivíduos modernos com suas histórias genéticas, descobriu-se que certos genes herdados do homem de Neandertal estão vinculados a distúrbios psiquiátricos ou comportamentos aditivos. O legado dos ancestrais humanos da África que se miscigenaram com os neandertais europeus faz com que as pessoas de hoje – pelo menos as provenientes de Europa e Ásia – tenham entre 1% e 4% de genes que remontam aos neandertais, anunciaram cientistas em 2010.

O estudo, publicado na revista especializada Science, é o primeiro a comparar o DNA neandertal aos genomas de uma grande população de adultos de ascendência europeia (28.000 pessoas) e seus registros d saúde. A pesquisa representa “um sutil, mas importante impacto na biologia humana moderna”, destaca no artigo John Capra, geneticista evolutivo e professor assistente de ciências biológicas da Universidade Vanderbilt “Nossa principal descoberta é que o DNA neandertal tem influência em traços clínicos de humanos modernos”, disse. “Descobrimos associações entre o DNA neandertal e uma grande quantidade de características” prosseguiu.

Os neandertais viveram na Europa e no oeste da Ásia por 200 mil anos, antes da chegada dos humanos modernos. Um estudo prévio publicado em janeiro na revista especializada American Journal of Human Genetics mostrou evidência de que os genes de neandertais estavam vinculados alguns distúrbios genéticos alergias e asma.